Tamanho do texto

Resolução do conselho da Fifa veta os 12 jogadores colocados em sobreaviso por Tite de atuarem por seus clubes; regra tirou Dudu de jogo do Palmeiras

Incluído por Tite na lista de 35 convocados para a Copa do Mundo, Dudu está impedido de atuar pelo Palmeiras
Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação
Incluído por Tite na lista de 35 convocados para a Copa do Mundo, Dudu está impedido de atuar pelo Palmeiras

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) encaminhou ofício à Fifa pedindo a liberação dos jogadores que estão na 'lista de espera' da seleção para atuarem por seus clubes. Doze atletas estão de sobreaviso para serem integrados ao grupo de Tite caso algum dos  23 jogadores convocados para a Copa do Mundo seja cortado devido a lesões ou qualquer outra razão.

Esses jogadores da 'lista de espera' da CBF estão proibidos de atuarem por seus clubes desde o último domingo (20). Foi por isso que o atacante Dudu, do Palmeiras, não esteve nem no banco de reservas do técnico Roger Machado no empate contra o América-MG na noite dessa quarta-feira (23) pela Copa do Brasil.

O coordenador da seleção, Edu Gaspar, afirmou que foi enviada à Fifa a lista final com os 23 jogadores que disputarão o Mundial na Rússia ainda na segunda-feira (21). Desse modo, segundo o seu entendimento, os outros 12 jogadores da lista de 35 nomes exigida pela Fifa estariam liberados a jogar por seus clubes. Mas não foi o que aconteceu.

Leia também: Os brasileiros que não torcem para o Brasil na Copa: quem são essas pessoas?

CBF perdeu prazo estipulado pela Fifa

O regulamento da Copa do Mundo da Rússia prevê o período de descanso obrigatório para os 35 convocados. A data limite de 20 de maio para os atletas atuarem por seus clubes foi fixada pela Fifa em circular distribuída a todas as confederações ligadas à entidade em março do ano passado. A única exceção prevista até ali era para os jogadores que disputariam a final da Liga dos Campeões da Europa.

Já em maio de 2017, uma nova resolução foi divulgada pela entidade máxima do futebol.

"Por favor, estejam atentos que, as exceções especiais serão garantidas para decisões entre clubes das divisões superiores e finais de copas nacionais disputadas até o dia 27 de maio de 2018. Outros casos referentes a divisões inferiores serão analisados caso a caso pela administração da Fifa. Quaisquer pedidos por exceções especiais devem ser encaminhados à administração da Fifa até o dia 15 de junho de 2017", alertou a secretária-feral da entidade, Fatma Samoura.

Leia também: Seleção brasileira volta a campo e Tite estuda opções a Neymar e a Douglas Costa

Dedé na Libertadores

A Conmebol fez essa solicitação de excepcionalidade dentro do prazo previsto, o que garantiu a autorização da Fifa para que os atletas convocados participem da Taça Libertadores e da Sul-Americana. É por isso que o zagueiro Dedé, do Cruzeiro, pôde jogar nesta semana na vitória da Raposa sobre o Racing, da Argentina.

A CBF ainda não recebeu uma resposta da Fifa sobre o ofício enviado nesta semana e pode ser que nem venha a recebê-la, já que o prazo previsto pela entidade para encaminhar esse pedido expirou em junho do ano passado. Além de Dudu e do zagueiro Dedé, sabe-se que estão na 'lista de espera' da seleção o goleiro Neto (Valencia-ESP) e o zagueiro Rodrigo Caio (São Paulo). É quase certo que os gremistas Luan, Arthur e Maicon também estejam nesse grupo, mas a confirmação disso deve vir apenas no fim de semana, caso eles desfalquem o clube na rodada do Campeonato Brasileiro.

Leia também: Quais devem ser os laterais titulares da seleção brasileira na Copa do Mundo?

    Leia tudo sobre: futebol

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.