Tamanho do texto

Deixado de fora da pré-lista de Joachim Löw, alemão criticou postura da comissão técnica e disse que se aposenta imediatamente de tetracampeã

Sandro Wagner, atacante do Bayern de Munique, disse ter ficado decepcionado com a não convocação para a Copa
Reprodução/Twitter/Bundesliga_DE
Sandro Wagner, atacante do Bayern de Munique, disse ter ficado decepcionado com a não convocação para a Copa

Após ser deixado de fora da pré-convocação da Alemanha para a Copa do Mundo , Sandro Wagner, atacante do Bayern de Munique, anunciou sua aposentadoria da seleção. Frustrado por não ter sido lembrado, o jogador desabafou em entrevista ao jonal "Bild".

Leia também: Sampaoli deixou de convocar atleta para evitar atrito com líderes da Argentina

"Eu renuncio imediatamente à seleção nacional. Para mim, é claro que eu não pareço me encaixar com a comissão técnica do meu jeito: sempre aberto, honesto e direto. Eu me aposento imediatamente da seleção nacional. Mentiria se dissesse que não estou decepcionado. A Copa do Mundo teria sido algo espetacular", disse o atleta da Alemanha .

Os atacantes convocados por Joachim Löw foram Thomas Müller, Reus, Sané, Mario Gomez, Timo Werner e Nils Petersen, que nunca havia sido convocado anteriormente. O treinador, inclusive, respondeu ao jogador em entrevista ao mesmo jornal. 

Leia também: É supersticioso? Veja coincidências que indicam título do Brasil na Copa

"Eu posso entender um pouco que ele esteja desapontado, isso é claro. Eu só acho sua reação um pouco exagerada. Todo mundo que nos conhece sabe como sempre encorajamos os jogadores a falar, serem abertos e honestos e a serem críticos. Essas coisas são muito importantes para nós", afirmou Löw.

O treinador disse ainda que, ao dizer isso, Sandro Wagner estaria até mesmo desrespeitando os jogadores que foram convocados. "Ele diz que os outros não abrem a boca. O que Jerome (Boateng) e Mats (Hummels) acham disso? É totalmente desagradável. Eu sinto que as críticas de Wagner são dirigidas a seus companheiros de equipe. Ele age como se alguns jogadores que jogam desde sempre aqui conosco e lideranças do elenco fossem idiotas completos. É como se eles estivessem apenas no time porque não opinam", retrucou o técnico.

Leia também: Debutantes na Copa do Mundo eram 'gente como a gente' há poucos anos

Na Copa, a seleção da Alemanha está no Grupo F, ao lado de Suécia, Coreia do Sul e México. Além de chegar como atual campeã, a equipe comandada por Löw também vem respaldada pela atuação perfeita nas eliminatórias da Europa. Na competição classificatória, o país venceu os 10 jogos que disputou.

    Leia tudo sobre: Futebol