Tamanho do texto

Craque da seleção brasileira fez treino com bolas nesta quinta-feira (17) e equipe soltou nota confirmando que já liberou o atleta para voltar ao Brasil

O PSG informou através de uma nota que Neymar foi liberado para voltar ao Brasil nesta quinta-feira (17), onde continuará sua recuperação da fraturo do quinto metatarso do pé direito. O craque da seleção brasileira participou de um treino com bolas da equipe na quinta-feira.

Leia também: Robinho chama Ibrahimovic de "arrogante" e fala sobre Neymar no Real

Neymar é liberado para voltar ao Brasil
Reprodução
Neymar é liberado para voltar ao Brasil


Ainda no comunicado, o Paris Saint-Germain diz  que Neymar não estará disponível para o jogo contra o Caen, que acontece no próximo sábado (18), na última rodada do Campeonato Francês.

Neymar na seleção

Neymar
Pedro Martins / MoWA Press
Neymar


A partir do dia 21 de maio, segunda-feira, o craque deve se apresentar para o técnico Tite, em Teresópolis, para a Copa do Mundo da Rússia, e ficará a disposição do treinador brasileiro.

Leia também:  Primeira camisa de Neymar no PSG é leiloada por mais de R$ 1 milhão

O Mundial da Rússia começa em 14 de junho com o duelo entre os anfitriões e a Arábia Saudita. O Brasil fará seu primeiro jogo no dia 18, contra a Suiça e adecisão será dia 15 de julho.

Mais desafio

Segundo Neymar, voltar diretamente ao Mundial depois de tanto tempo afastado do futebol será o maior desafio de sua carreira. "Acho que o maior desafio da minha carreira até hoje está sendo esse agora, estar machucado. Essa lesão vem sendo difícil, e o maior desafio é agora a Copa do Mundo, vindo de lesão, três meses sem jogar. A expectativa é muito grande para os torcedores, para mim também. Acho que é o maior desafio da minha carreira", disse ele.

Leia também: Jogar Copa após três meses afastado será o maior desafio da carreira, diz Neymar

Neymar ainda falou dos momentos que passou da boa fase que vinha antes da lesão. "Foi difícil. "Eu estava em uma boa temporada, vindo bem, e do nada acabei machucando. Nunca tinha passado por isso, foi uma experiência nova, que nunca mais quero passar na minha vida. Serviu de aprendizado, para se dedicar ainda mais aos treinamentos, jogos, superar os medos. Mais um obstáculo na minha vida. Mas deu tudo certo. A gente espera voltar melhor ainda. Deu um certo medo de não chegar a tempo, mas depois que fizeram os exames, avaliaram, falaram da cirurgia, fiquei mais tranquilo", afirmou.





    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.