Tamanho do texto

Estado com maior número de representantes é São Paulo, que tem nove jogadores no elenco de Tite, sendo cinco deles nascidos na capital paulista

Roberto Firmino é o único representante do Nordeste entre os convocados de Tite para a Copa do Mundo
Pedro Martins/MoWa Press
Roberto Firmino é o único representante do Nordeste entre os convocados de Tite para a Copa do Mundo

Somente sete Estados e 16 cidades serão representados pela seleção brasileira que vai disputar a Copa do Mundo na Rússia em 2018. Destes Estados, apenas um está na região Nordeste: Alagoas, terra natal do atacante Roberto Firmino.

Leia também: AFA pede desculpas após manual de como conquistar russas na Copa de 2018

O local com mais representantes na Copa do Mundo é o Estado de São Paulo, que tem nove jogadores. Dentre eles, cinco são nascidos na capital paulista. São eles Fagner, Gabriel Jesus Marquinhos, Geromel e Paulinho.

Além disso, outras cidades paulistas tem representantes na seleção: Ribeirão Pires, com Willian, Mogi das Cruzes, com Neymar, Casemiro, de São José dos Campos, Ederson, de Osasco. Do Rio Grande do sul são 4 cidades representadas: Alisson é de Novo Hamburgo, Douglas Costa é de Sapucaia do Sul, Cássio vem de Veranópolis e Taison nasceu em Pelotas.

Já Minas Gerais conta com Danilo, que veio de Bicas, e Fred, que é de Belo Horizonte. De Santa Catarina, Jaraguá do Sul, com Felipe Luís. Do Rio de Janeiro, 4 jogadores representando a capital: Marcelo, Thiago Silva, Felipe Coutinho e Renato Augusto. Por último, do Paraná, Miranda nasceu en Paranavaí e Fernandinho veio de Londrina.

Leia também: Com Trauco e Cueva mas sem Guerrero, Peru divulga pré-lista da Copa do Mundo

Como chega o craque?

O representante de Mogi das Cruzes, inclusive, se pronunciou durante live em uma rede social nesta quarta-feira (16). Neymar afirmou que jogar a Copa após a lesão que o deixou fora de combate desde fevereiro será o maior desafio de toda a sua carreira.

"Acho que o maior desafio da minha carreira até hoje está sendo esse agora, estar machucado. Essa lesão vem sendo difícil, e o maior desafio é agora a Copa, vindo de lesão, três meses sem jogar. A expectativa é muito grande para os torcedores, para mim também. Acho que é o maior desafio da minha carreira", disse o astro da seleção brasileira.

Leia também: Agüero, Mascherano e mais três são primeiros garantidos na Argentina, diz jornal

O camisa 10 do Brasil disse também que já está treinando com bola e que sua recuperação da lesão no quinto metatarso do pé direito para que esteja em plenas condições de jogar a Copa do Mundo tem um bom andamento.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.