Tamanho do texto

Artilheiro do Brasileirão, camisa 26 do Corinthians participa de mais gols do que jogadores como Paulinho, Fred, Casemiro, Fernandinho e até Taison

Artilheiro do Brasileirão, Rodriguinho participou de mais de um terço dos gols do Corinthians em 2018
Reprodução
Artilheiro do Brasileirão, Rodriguinho participou de mais de um terço dos gols do Corinthians em 2018

Aos 30 anos de idade, Rodrigo Eduardo Costa Marinho, mais conhecido como Rodriguinho, vive a melhor fase de sua carreira. O meio-campista do Corinthians voltou a ser decisivo nesse domingo (13) ao marcar o gol da vitória do clube alvinegro no clássico contra o Palmeiras , em Itaquera.

O grande desempenho do atleta na atual temporada e seu terceiro gol contra o maior rival corintiano somente em 2018 credenciaram  Rodriguinho a estar na lista do técnico Tite para a disputa da Copa do Mundo 2018 – o que acabou não se concretizando . E, apesar de muitos torcedores acharem que isso seria um exagero, os números do jogador mostram que o camisa 26 do Timão não fica a dever a outros atletas que tinham chances de ir à Copa com a seleção brasileira.

De acordo com dados da Uefa e dos sites especializados Footstats, Goal e Who Scored , compilados pela equipe do iG Esporte , o corintiano tem uma produtividade ofensiva superior à de vários jogadores que atuam na mesma faixa de campo.

Contando os amistosos contra o PSV e o Rangers, no início da temporada, Rodriguinho marcou 10 gols e fez 4 assistências em 26 partidas disputadas no ano (média de participação em 0,53 gols por jogo). Ele foi responsável por mais de um terço dos gols do Corinthians em 2018 e é o artilheiro da atual edição do Campeonato Brasileiro, com quatro gols (ao lado do atleticano Róger Guedes).

Leia também: Peruano Guerrero tem pena por doping ampliada e está fora da Copa do Mundo

Rodriguinho vs. outros

Titular com Tite na seleção, Paulinho tem números bem mais modestos pelo Barcelona: são 9 gols e 2 assistências em 49 jogos (0,22 gols por jogo). Já Renato Augusto, o outro meio-campista titular de Tite, supera Rodriguinho atuando pelo Beijing Guoan: ele tem 2 gols e 5 assistências em 10 jogos (0,70 gols por jogo).

Já o meia-atacante Taison, do Shakhtar Donetsk, escolhido pela comissão técnica da seleção para ir à Copa, participa de menos gols que o principal jogador de Fábio Carille no Corinthians. O ex-atleta do Internacional de Porto Aelgre fez apenas 5 gols e não deu nenhuma assistência em 32 partidas disputadas em 2018 (média de 0,15 gols por jogo).

O volante Fred, também do Shakhtar Donetsk, tem a marcação como sua principal função em campo – bem como Casemiro (do Real Madrid) e Fernandinho (do Manchester City). Até por isso, Fred apresenta números ofensivos bem mais modestos que o do camisa 26 do Timão: foram apenas 2 gols e 1 assistência em 21 jogos (média de 0,14 gols por jogo).

Fernandinho marcou 5 tentos e deu 3 assistências ao longo de 50 partidas na temporada (0,16 gols por jogo). Já Casemiro fez 6 gols e 3 assistências em 49 partidas (média de 0,18 gols por jogo).

Outros atletas que tinham chances de ir à Rússia eram o gremista Arthur, o meio-campista Giuliano, do Fenerbahçe, e o meia-atacante Anderson Talisca (Besiktas). Arthur marcou 4 gols e deu 2 assistências em 15 jogos no ano (0,40 gols por jogo), enquanto Talisca fez 18 gols e deu 5 assistências em 44 partidas (0,52 gols por jogo).

Já Giuliano, convocado várias vezes por Tite durante as eliminatórias, marcou 14 gols e deu 6 assistências em 35 jogos na atual temporada (participação média em 0,57 gols por jogo) – superior à de Rodriguinho .

Leia também: Com todas as suas estrelas, Croácia divulga pré-lista de convocados para Copa

    Leia tudo sobre: Futebol