Tamanho do texto

As mãos de Maradona e o gol do título da Inglaterra em 1966 são alguns dos maiores erros de arbitragem na competição mundial

Gol de mão de Maradona em 86 é um dos maiores erros de arbitragem da história das Copas
Reprodução
Gol de mão de Maradona em 86 é um dos maiores erros de arbitragem da história das Copas

"A culpa foi do juíz", "Juíz ladrão". Essas frases costumam ser ditas constantemente por torcedores que se sentiram injustiçados por decisões tomadas por árbitros durante as partidas de seus times. Defato, erros de arbitragem existem e podem mudar o rumo de uma competição e manchar um título.  

Leia também: Confira as 10 maiores goleadas da história das Copas. O 7 x 1 não está na lista

Exatamente por isso tem se discutido muito o uso de árbitro de vídeo atualmente. O VAR tem como intenção minimizar os erros de arbitragem permitindo que o juíz da partida reveja um lance duvidoso por uma televisão localizada ao lado do campo e tome a decisão correta. 

A tecnologia será usada na Copa do Mundo da Rússia em 2018 , mas em Copas anteriores ela não esteve presente e alguns erros aconteceram. Foram gols de mão, bolas que não entrataram e gols válidos que foram anulados. Relembre alguns deles. 

Pênalti de Nilton Santos não marcado (1962)

A vitória por 2 a 1 do Brasil em cima da Espanha na Copa do Mundo de 1962 teve um ingrediente a mais: a malandragem de Nilton Santos. O lateral esquerdo fez uma falta dentro da grande área e, antes que o juíz visse, deu um passo para frente. Foi marcado falta perto da risca. O gol saiu na cobrança, mas foi anulado pelo juíz sem nenhuma explicação. 

Gol do título da Inglaterra (1966)


A Copa de 1966 foi decidida entre a anfitriã Inglaterra e a Alemanha Ocidental. No tempo normal a final acabou empatada em 2 a 2. Foi na prorrogação que a seleção inglesa saiu na frente, com o polêmico gol de Hurst. O camisa 10 recebeu a bola na pequena área e chutou, ela bateu no travessão e quicou perto da linha do gol. O juíz apontou para o meio de campo, a Inglaterra ganhava de 3 a 2. O episódio ficou conhecido como "o gol fantasma da Inglaterra". 

Abatido pelo erro do juíz e com um estádio lotado de ingleses comemorando, os alemães não conseguiram correr atrás do resultado. No final acabaram levando outro gol, dessa vez válido, e foram derrotados por 4 a 2. 

Gol de mão de Maradona (1986)

"La mano de Dios", que em português significa "A mão de Deus", foi como o gol de mão feito por Diego Maradona na semifinal da Copa do Mundo de 1986 ficou conhecido. A seleção argentina acabou vencendo a partida contra a Inglaterra por 2 a 1, indo para a final e conquistando o título de campeão mundial daquele ano. 

Leia também: Vira-casacas? Confira jogadores brasileiros que foram à Copa por outras seleções

Maradona salva gol da União Soviética com a mão (1990)


Quatro anos depois do título mundial, as mãos de Maradona entraram em campo novamente, desta vez para evitar um gol contra sua equipe. O jogador evitou o que seria o primeiro gol da União Soviética na Copa do Mundo de 1990 e o que poderia mudar a história do confronto. No fim, a Argentina ganhou a partida por 2 a 0. 

Gol anulado da Espanha contra Coreia do Sul (2002)

Antes mesmo do jogo contra a Espanha pelas quartas de final, a Coreia do Sul, anfitriã ao lado do Japão na Copa de 2002, já havia sido ajudada pelo juíz. No jogo anterior, contra a Itália, já na prorrogação o juíz expulsou um italiano em lance controverso e anulou um gol legal feito pela azurra, alegando impedimento. 

Mas foi a atuação do árbrito da partida contra a Espanha que chamou mais atenção. Foi uma sequência de erros: falta inexistente marcada no que seria o primeiro gol da equipe espanhola, gol legal espanhol anulado na prorrogação e vista grossa para o adiantamento do goleiro sul coreano no que seria a única defesa da cobrança de pênalties. 

O cenário fez com que a Coreia do Sul chegasse à semi-final com a antipatia dos torcedores. Nesta fase foi eliminada pela Alemanha. 

Pênalti inexistente para o Brasil contra a Turquia (2002)

A vitória de 2 a 1 em cima da Turquia no primeiro jogo da Copa encaminhou a seleção para o que seria a conquista do penta.  A partida estava empatada em 1 a 1 com muitas chances perdidas para ambos os lados, parecia que o jogo ia acabar sem vencedor. Foi aí que Luisão entrou em campo com seu lado ator, recebeu uma falta fora da área e deu um pulo para dentro, o juíz marcou pênalti! Gol de Rivaldo, gol do Brasil!

Gol não marcado da Inglaterra contra Alemanha (2010)

A bola da Inglaterra contra a Alemanha entrou, mas o juiz não deu o gol
Reprodução
A bola da Inglaterra contra a Alemanha entrou, mas o juiz não deu o gol

A Inglaterra que foi campeã mundial em cima da Alemanha vencendo por 4 a 2 em 1966, com direito a polêmica, viu o jogo virar em 2010. Foi derrotada nas oitavas de final pela própria Alemanha por 4 a 1 com gol legal anulado. 

O lance que levou ao erro de arbitragem foi parecido com o chute de Hurst que bateu na trave e quicou fora da linha, mas o gol foi validado. Porém, desta vez a bola de Lampard bateu no travessão e quicou dentro da linha, mas o gol não foi dado pelo juíz. 

    Leia tudo sobre: futebol