Tamanho do texto

Falcão estreia neste sábado. Novo treinador mostra confiança em fazer um bom trabalho no clube do coração

Será daqueles jogos para ficar na história. Neste sábado, 16 de abril de 2011, às 18h30, no Beira-Rio, Paulo Roberto Falcão reestreia como técnico do Internacional . Sua primeira passagem, em 1993, não foi lá essas coisas, mas em 2011 ele espera uma história diferente. Mais preparado, o novo treinador deu o recado na sua apresentação:

“Tenho a convicção que as coisas vão acontecer, pois confio na dedicação deles. Temos que buscar resultado e ser feliz. Não temos porque não ganhar tudo que se joga. Temos que ter este objetivo e ter a certeza que é possível. É difícil, mas não impossível”, disse Falcão.

O novo treinador quer um time que dê alegria aos torcedores. A inspiração não pode ser melhor: Falcão admira o estilo de jogo do Barcelona e de Lionel Messi. O Inter do novo treinador quer ser mais ofensivo, agressivo, e valorizar mais a posse de bola.

Foram apenas 4 dias de trabalho, mas já foram feitas mudanças significativas. O esquema tático 4-2-3-1 foi deixado de lado. O 4-4-2, com duas linhas de quatro jogadores bem definidas, foi adotado. D´Alessandro ganha liberdade e vira um terceiro atacante, pelo lado esquerdo, quando o Inter parte pro ataque. O zagueiro Índio foi barrado, perdeu a vaga para Rodrigo. Rafael Sobis volta a jogar onde sabe: no ataque, ao lado de Leandro Damião. O garoto Oscar acaba ficando de fora da festa. Com dor no tornozelo direito, ele não treinou durante toda a semana. Chance para Andrezinho. Um desfalque de última hora será o goleiro Lauro. Ele teve o diagnóstico de uma lesão muscular na coxa esquerda. Também não terá condições de estar em campo na terça-feira, contra o Emelec, pela Libertadores.

Falcão encarará duas decisões em quatro dias. A partida deste sábado vale vaga nas semifinais do segundo turno estadual. Terça-feira já tem o Emelec, no Beira-Rio, pela Libertadores. Bastará um empate para seguir na competição sul-americana.

Santa Cruz quer estragar a festa:

O Santa Cruz quer aproveitar o momento de alegria do Inter e estragar a festa na capital. O adversário mostrou força na última rodada da fase de grupos ao empatar com o Grêmio. Porém, desta vez, terá que aprontar em Porto Alegre.

A chuva forte atrapalhou os trabalhos do técnico Edson Porto. Na quinta-feira, no dia de encaminhar a escalação, os jogadores tiveram que treinar em um gramado sintético. O lateral-esquerdo Cristiano, machucado, será desfalque. O volante Xipote está suspenso.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL X SANTA CRUZ

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 16 de abril de 2011, sexta-feira
Horário: 18 horas e 30 minutos (de Brasília)
Árbitro: Vinícius Costa
Auxiliares: Altemir Hausmann e José Javel

INTERNACIONAL: Renan; Nei, Bolívar, Rodrigo e Kléber; Bolatti, Guiñazu, Andrezinho e D´Alessandro; Rafael Sobis e Leandro Damião.
Técnico: Falcão.

SANTA CRUZ: César; Anelka, Rodrigo Rizzo e Luís Henrique; Régis, Uilian, Alejandro, Maico Gaúcho e Vinícius; Juari e Leonardo.
Técnico: Edson Porto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.