Tamanho do texto

Invencibilidade de 34 jogos não enche os olhos do treinador para a decisão da Taça GB contra o Boavista

Aos 58 anos, Vanderlei Luxemburgo terá a chance de ganhar o seu segundo título da Taça Guanabara , como técnico do Flamengo , domingo, contra o Boavista, às 16h (horário de Brasília), no Engenhão. O fato de a decisão ser contra um adversário de menor expressão não enche seus olhos, mas o seu retrospecto nesse tipo de jogo só faz aumentar o otimismo. Somadas as três passagens, foram 34 jogos contra os clubes pequenos do Rio sem derrota. São 27 vitórias e apenas sete empates, com 90 gols marcados e 27 sofridos.

Este ano, no Campeonato Carioca, ele disputou seis jogos contra os clubes de menor expressão. Venceu todos, inclusive, o Boavista, por 3 a 2, num jogo em que o Flamengo chegou a estar vencendo por 2 a 0, mas permitiu a reação do rival, e saiu de campo com a vitória graças a um gol de Negueba nos minutos finais.

Luxemburgo tem retrospecto de 27 vitórias e sete empates contra os pequenos do Rio de Janeiro
Vipcomm
Luxemburgo tem retrospecto de 27 vitórias e sete empates contra os pequenos do Rio de Janeiro
O currículo de vitórias contra adversários sem tradição engloba a Copa do Brasil . Em sua segunda passagem pelo clube, em 1995, ele levou o Flamengo às semifinais, quando foi eliminado pelo Grêmio . Antes, venceu Souza-PB, Gama-DF e Kaburé-TO, duas vezes cada (também passou pelo Cruzeiro). Com a vitória sobre o Murici-AL este ano, são sete vitórias em sete jogos contra clubes menores.

As lições do passado para Luxemburgo estão em outro clube. Quando foi técnico do Palmeiras , acabou eliminado da Copa do Brasil em duas oportunidades por adversários de divisões inferiores do país. Primeiro contra o Ceará , nas oitavas de final da competição em 1994. Depois, em 2002, na eliminação para o ASA na primeira fase.

“Isso já aconteceu comigo duas vezes. O Boavista chegou por méritos e eliminou o campeão brasileiro (Fluminense) na semifinal. Vamos respeitar e jogar a decisão, porque não funciona essa história de que o Flamengo já ganhou. Vamos ter que jogar muita bola”, avisou o treinador, campeão da Taça Guanabara em 1995, quando o Flamengo venceu por 3 a 2 o Botafogo na final.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.