Tamanho do texto

Jogo de ida do duelo nas oitavas da Libertadores foi na Argentina. Juiz brasileiro errou em lance importante

Estudiantes e Cerro Porteño não saíram do 0 a 0 no jogo de ida pelas oitavas de final da Copa Libertadores, nesta quarta-feira, em La Plata. Além de não saber utilizar o mando de campo, o time argentino não explorou o talento de seu maior craque: Verón, que voltou após ser desfalque contra o Cruzeiro, teve atuação discreta e acabou substituído por Benítez aos 38 minutos do segundo tempo.

Apesar de não ter imposto grande pressão ao rival, o Estudiantes poderia ter conquistado resultado melhor se o árbitro brasileiro Sálvio Spínola não cometesse um erro aos 18 minutos do primeiro tempo: ele marcou apenas falta em lance que aconteceu sobre a linha da grande área. Mesmo assim, o lance foi perigoso - talvez o melhor dos mandantes - e o goleiro Barreto teve de fazer linda defesa após a cobrança de Barriento.

Sálvio voltou a aparecer aos 40 minutos da etapa complementar, quando deu o segundo cartão amarelo a Burgos e, por consequência, expulsou o jogador do time paraguaio. Com um a mais e mesmo sem Verón, o Estudiantes ainda teve uma boa chance para finalmente abrir o placar aos 43 minutos, quando Lopez cabeceou após cobrança de escanteio e Barreto conseguiu segurar.

O jogo de volta será na próxima quinta-feira, em Assunção. O vencedor deste confronto enfrenta Junior de Barranquilla (Colômbia) e Jaguares (México). No primeiro jogo, no México, houve empate por 1 a 1.

FICHA TÉCNICA - ESTUDIANTES-ARG 0 x 0 CERRO PORTEÑO-PAR

Local: Estádio Ciudad de La Plata, em La Plata
Data: 27 de abril de 2011, quarta-feira
Horário: 19h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Sálvio Spinola Fagundes Filho (Brasil)
Assistentes: Roberto Braatz e Erich Bandeira (ambos do Brasil)
Cartões Amarelos: Verón, Fernández e Braña (Estudiantes); Cesar Benítez, Burgos, Nanni e Juan Benítez (Cerro Porteño)
Cartão Vermelho: Burgos (Cerro Porteño)

ESTUDIANTES : Orión; Roncaglia, Fernández, Desábato e Ré; Braña, Verón (Leandro Benítez), Barrientos (Leandro González) e Péres; Gaston Fernández e Lopez. Técnico: Eduardo Berizzo

CERRO PORTEÑO : Barreto; Piris, Cardozo, César Benítez e Juan Benítez; Ivan Torrez (Cáceres), Jorge Nuñez, Villareal e Fabbro (Uglessich); Burgos e Nanni. Técnico: Leonardo Astrada

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.