Tamanho do texto

Muricy escalou os reservas na partida disputada em Mogi Mirim. De virada, time da casa venceu por 3 a 1

O Santos vinha de uma série de sete vitórias consecutivas no Campeonato Paulista . Mas o time da Vila Belmiro viu a sua sequência positiva dentro da competição ser interrompida pelo Mogi Mirim, neste sábado, no Estádio Romildão. Os donos da casa ganharam por 3 a 1, com dois gols de Val e um de Felipe. Dimba descontou para o Peixe, em confronto válido pela 13° rodada do Estadual.

Veja também: Mesmo com um a mais, Corinthians cede empate no final ao Guarani

O triunfo do Mogi levou a equipe aos 26 pontos, saltando provisoriamente para a terceira colocação, com um ponto a menos que os santistas, vice-líderes do Paulistão. A posição dos dois clubes só será definida após o complemento da rodada, neste domingo.

Depois de utilizar os reservas no duelo com o Sapão, o Alvinegro Praiano agora volta a campo diante do Juan Aurich (Peru), na próxima quinta-feira, em Chiclayo, pela Copa Libertadores da América.

Confira a classificação atualizada do Campeonato Paulista

O jogo
A partida começou em ritmo acelerado. Tanto que, logo aos três minutos, o Santos abriu o placar. Elano fez o lançamento para Felipe Anderson, que ajeitou a bola e tocou para Dimba concluir com precisão colocar o Peixe em vantagem.

Mas a alegria santista durou pouco tempo. Isto porque, aos seis, o Mogi Mirim chegou ao empate. A cobrança de falta partiu da direita e o volante Val se antecipou a zaga alvinegra para cabecear no canto de Aranha, deixando tudo igual: 1 a 1.

Após o empate, o Sapão passou a pressionar em busca do segundo gol e criou boas chances para chegar a virada. Aos 16, em um cruzamento despretensioso do lateral Piauí. A bola saiu fechada e, rápida, quase surpreendeu Aranha. Atento, o goleiro do Santos espalmou, evitando o segundo gol dos donos da casa.

O Peixe respondeu mais tarde, em um bate-rebate dentro da grande área, aos 28. A bola sobrou para o lateral esquerdo Paulo Henrique, após cobrança de escanteio, e o zagueiro Bruno Rodrigo quase marcou para a sua equipe, de cabeça. O goleiro Anderson evitou o gol santista.

O Mogi Mirim voltou a assustar aos 37, quando Roni começou a jogada, Ratinho cortou Bruno Rodrigo e encontrou Hernane, dentro da área. O centroavante fez o giro e soltou a bomba, mas Aranha fez grande defesa e evitou o gol adversário.

Val comemora com o banco do Mogi após empatar a partida na primeira etapa
AE
Val comemora com o banco do Mogi após empatar a partida na primeira etapa

Dois minutos depois, o Sapão teve mais uma boa oportunidade para virar o jogo. Elano errou o passe e gerou o contra-ataque do Mogi, que quase culminou com um gol de Roni. Porém, Aranha estava atento mais uma vez e defendeu o chute de Roni.

Melhor em campo e criando várias chances de gol antes do intervalo, o time da casa quase balançou as redes novamente no final do primeiro tempo. Aos 42, Felipe lançou Val, que dominou a bola e bateu para mais uma boa defesa de Aranha, principal figura do Alvinegro Praiano na etapa inicial.

Na volta para o segundo tempo, o técnico do Mogi Mirim, Guto Ferreira,foi obrigado a sacar Baraka, que sentiu lesão e ficou nos vestiários da equipe, não retornando para o duelo. Rodrigão entrou em seu lugar.

O Sapão quase alcançou a virada, aos quatro minutos, mas Aranha apareceu bem mais uma vez, em boa cobrança de falta de Felipe.

Só que, de tanto insistir, o Mogi Mirim chegou ao seu segundo gol. Aos nove, Vinícius Simon falhou e Felipe disparou em velocidade, antes de chutar forte, rasteiro, sem chances para Aranha, desta vez.

Desnorteado, o Santos viu os donos da casa anotarem o terceiro gol, com Val. Aos 14, Felipe fez grande lance individual, driblando facilmente o meia santista Felipe Anderson, antes de encontrar Val livre, na entrada da área, para soltar a bomba e balançar as redes alvinegras novamente.

Logo após o gol, o técnico do Peixe, Muricy Ramalho, começou a mexer na sua equipe, visando buscar pelo menos o empate. Aos 16, Felipe Anderson foi substituído por Breitner. Cansado, o volante Adriano, que voltou a jogar neste sábado, depois de pouco mais de três meses afastado dos gramados, se recuperando de uma cirurgia no tornozelo direito, deu lugar ao jovem Alan Santos.

Com o terceiro gol do Mogi, a equipe da casa passou administrar a sua vantagem, deixando o ritmo da partida mais lento. Por isso, Muricy queimou a sua última alteração aos 37, quando o atacante Tiago Alves substituiu o volante Anderson Carvalho. No Mogi, Roni saiu para a entrada de Jefferson Maranhão e Felipe que cedeu a sua vaga para Marcelo Macedo.

O Santos ainda desperdiçou uma grande oportunidade de pressionar os donos da casa nos minutos finais, quando Dimba mandou para a fora o rebote de uma cabeçada de Bruno Rodrigo na trave. Aos 40, sem goleiro, o jovem atacante isolou a bola, naquela que foi a última boa chance de gol da partida, antes do apito final do árbitro.

FICHA TÉCNICA
MOGI MIRIM 3 X 1 SANTOS

Local: Estádio Romildão, em Mogi Mirim (SP)
Data: 10 de março de 2012, sábado
Horário: 18h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho
Assistentes: Rafael Ferreira da Silva e Fausto Augusto Viana Moretti
Adicionais : Leonardo Ferreira Lima e Júnior César Lossávaro
Cartões amarelos: Vinícius Simon, Bruno Rodrigo e Elano (Santos)
Gols:
MOGI MIRIM: Val, aos 6 minutos do primeiro tempo e aos 14 minutos do segundo tempo; Felipe, aos 9 minutos do segundo tempo
SANTOS: Dimba, aos 3 minutos do primeiro tempo

MOGI MIRIM: Anderson; Edson Ratinho, Tiago Alves, Fonseca e Piauí; Baraka (Rodrigão), Val, Gil e Felipe (Marcelo Macedo); Roni (Jefferson Maranhão) e Hernane
Técnico: Guto Ferreira

SANTOS: Aranha; Maranhão, Bruno Rodrigo, Vinicius Simon e Paulo Henrique; Adriano (Alan Santos), Anderson Carvalho (Tiago Alves), Elano e Felipe Anderson (Breitner); Dimba e Alan Kardec
Técnico: Muricy Ramalho

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.