Tamanho do texto

Times disputam jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil. Primeira partida, em Fortaleza, ficou 0 a 0

Sem vencer e também sem marcar gols há três partidas, o Coritiba decidiu esconder o jogo. Afinal de contas, precisar reverter a situação dos últimos jogos e vencer o Ceará se quiser avançar para a final da Copa do Brasil, já que o primeiro jogo terminou 0 a 0, em Fortaleza. O time pode também empatar novamente sem gols e apostar na loteria dos pênaltis para saber quem vai para a decisão. No entanto, esse parece não ser objetivo do Coritiba, que quer garantir a vaga já nos 90 minutos.

Para isso, o técnico Marcelo Oliveira optou pelo mistério. Nesta terça-feira, ele comandou um treino com portões fechados, principalmente para corrigir erros de marcação e treinar jogadas de bola parada.

“Nós optamos por fechar (o treino) e criar algumas novas situações, para que, se a gente for bem marcado, a gente possa ter alternativas”, revelou o treinador, sabendo que uma falta ou escanteio podem decidir o jogo e a classificação.

“Não teve nada de substancial. É marcação de bola parada, uma ou outra jogada de falta. No último jogo, tivemos muitas faltas pelo fato de o adversário jogar fechado e marcando forte, mas aproveitamos pouco. Isso é um tipo de jogada que se decide jogos”, disse.

O time também segue indefinido e será divulgado somente pouco antes do início do jogo. No entanto, a tendência é que a equipe seja mantida, alterando apenas o posicionamento dos jogadores.

“Nós também fizemos essa opção. Temos um grupo de jogadores todos em condição de jogar, de mudar uma situação. A gente escala antes do jogo e vamos fortes para cumprir essa oportunidade única, esse momento que construímos de virar história no clube, fazer uma coisa inédita, que é ir para uma final de Copa do Brasil”, finalizou confiante o técnico.

Já o Ceará desembarcou no início da semana na capital paranaense para se aclimatar e ainda conseguir fazer um treino antes do jogo decisivo.

O técnico Vágner Mancini ainda tem pelo menos uma dúvida para escalar a equipe, já que Fabrício ainda passará por uma avaliação médica da terça-feira para saber se será liberado pelo departamento médico.

Outro que estava vetado e deve reaparecer entre os titulares é Boiadeiro. Neste caso, Diego Macedo deve ficar como opção no banco de reservas.

FICHA TÉCNICA: CORITIBA X CEARÁ

Local: Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 25 de maio de 2011, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Wilson Luiz Seneme
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Alessandro A. Rocha de Matos

CORITIBA: Edson Bastos; Jonas, Demerson, Cleiton e Eltinho; Leo Gago, Leandro Donizete, Davi, Rafinha e Anderson Aquino; Bill.
Técnico: Marcelo Oliveira.

CEARÁ: Fernando Henrique; Diego Macedo (Boiadeiro), Fabrício, Erivélton e Vicente; Michel, João Marcos, Thiago Humberto e Geraldo; Iarley e Washington (Marcelo Nicácio).
Técnico: Vágner Mancini

* Com Gazeta Esportiva

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.