Tamanho do texto

Resultado deixa time mineiro três pontos atrás do Palmeiras, enquanto o Bahia é o primeiro fora da degola

Com dois gols de Wallyson o Cruzeiro bateu o Bahia por 2 a 1, neste domingo, na Arena do Jacaré, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro . Com o resultado o time celeste, que mais uma vez jogou de verde, solta para o oitavo lugar e só pode perder uma posição com os jogos que vão fechar a rodada, nesta quarta-feira. Já o Bahia completou quatro partidas sem vencer e é o primeiro time fora da zona de rebaixamento, com dez pontos.

Com gols no início de cada tempo, o Cruzeiro precisou mais se defender do que atacar. Mesmo jogando fora de casa, o Bahia teve 54% de posse de bola, embora o número de finalizações tenha sido igual, com 13 para cada lado. Para o atacante Jóbson , o resultado não traduziu o que foi a partida em Sete Lagoas. “Perdemos por detalhes. Jogamos de igual para igual. O segundo tempo mostra que a derrota não foi merecida, jogamos melhores do que eles”.

Autor dos dois gols cruzeirenses, Wallyson agradeceu a Joel Santana pelo resultado. O segundo gol saiu depois de aproveitar uma falha de Titi , de puro oportunismo. Segundo o camisa 11 do Cruzeiro, o pedido do treinador é para que os atacantes sempre fiquem dentro da área adversária. “O Joel fala que é preciso estar dentro da área e estava ligado em lance do jogo. Mas o importante foi o resultado, o Bahia não é equipe boba. Marcamos direitinho e saímos com o resultado

O jogo

Um gol logo aos quatro minutos parecia ser o suficiente para o Cruzeiro ter tranquilidade e paciência para levar o jogo e saber vencer o Bahia. No entanto não foi o que ocorreu na Arena do Jacaré. Apesar do gol de Wallyson, o Bahia não se abateu e foi para cima. A chance de empatar apareceu três minutos depois, mas Jóbson chutou em cima do lateral-direito Vítor, com Fábio já fora do gol.

Se Jóbson não marcou aos sete, ele marcou aos 14. O atacante do Bahia aproveitou uma falha do goleiro Fábio e do zagueiro Naldo, que não se entenderam e deixaram a bola livre para o camisa 11 da equipe tricolor. Foi então a vez do Cruzeiro se lançar ao ataque. Mas sem grande precisão nos passes e nos chutes, a melhor chance foi aos 29 minutos, quando Marcelo Lomba fez grande defesa em cabeçada de Ortigoza.

Wallyson, autor dos dois gols do Cruzeiro na vitória sobre o Bahia
Vipcomm
Wallyson, autor dos dois gols do Cruzeiro na vitória sobre o Bahia

O Cruzeiro voltou para o segundo tempo com Roger no lugar de Vítor. Era um time mais ofensivo para definir a partida. Talvez Joel Santana não esperasse por outro gol tão rápido. Agora, aos três minutos, Wallyson se jogou na bola depois de cruzamento de Ortigoza e corte mal feito pelo zagueiro Titi. Foi então que o Bahia alugou o campo de defesa do Cruzeiro e por lá ficou.

A trinca de volantes cruzeirenses formada por Fabrício, Marquinhos Paraná e Leandro Guerreiro dava toda a segurança necessária aos zagueiros e ao goleiro Fábio. Porém, o Cruzeiro não conseguia contra-atacar. Na única boa chegada, aos 23 minutos, o lateral-esquerdo Gilberto chutou para fora depois de passe de Wallyson.

René Simões mudava a equipe em busca do empate. Entraram Lulinha e Ricardinho, que deram mais qualidade ofensiva ao time tricolor. Foi então que Fábio passou a ter o gol ameaçado, mas a melhor oportunidade foi desperdiçada por Jóbson, que chutou para fora. Joel Santana fechou o seu time e colocou o jovem Dudu para puxar o contra-ataque. E foi dos pés dele que saiu a oportunidade para Montillo definir o jogo, mas Marcelo Lomba fez outra grande defesa.

null

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 2 X 1 BAHIA


Local : Arena do Jacaré, em Sete Lagoas-MG
Data : 17 de julho de 2011, domingo
Horário : 18h30 (horário de Brasília)
Renda : R$108.625,00
Público : 6.666 pagantes
Árbitro : Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes : Fábio Pereira (TO) e João Patrício de Araújo (GO)
Cartões Amarelos: Fabrício, Léo e Leandro Guerreiro (CRU); Jancarlos, Fahel e Jóbson (BAH)
GOLS :
CRUZEIRO: Wallyson, aos 4 minutos do primeiro tempo e aos 3 minutos do segundo tempo
BAHIA: Jóbson, aos 14 minutos do primeiro tempo

CRUZEIRO : Fábio; Vítor (Roger), Naldo, Léo e Gilberto (Dudu); Fabrício, Leandro Guerreiro, Marquinhos Paraná e Montillo; Wallyson e Ortigoza (Éverton). Técnico: Joel Santana.
BAHIA : Marcelo Lomba; Jancarlos, Paulo Miranda, Titi, Ávine; Fahel, Diones (Gabriel), Hélder (Ricardinho), Carlos Alberto; Jóbson, Junior (Lulinha). Técnico: René Simões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.