Tamanho do texto

Nos 3 a 1 sobre o Olaria, Renato Cajá marcou o gol mais rápido do Carioca 2011, aos 14 segundos de jogo

null

Com dois gols de Loco Abreu, o Botafogo venceu 3 a 1 o Olaria, neste sábado, no Engenhão, e manteve os 100% de aproveitamento na Taça Guanabara. Os alvinegros chegaram a 12 pontos e ficaram perto da classificação antecipada para as semifinais. Já o Olaria segue no meio da tabela no grupo B, sem mais chance de almejar algo no primeiro turno.

O Botafogo marcou o gol mais rápido do Estadual, quando Renato Cajá abriu o placar aos 14 segundos. Os demais gols aconteceram na etapa final. Loco Abreu ampliou aos oito, Vinícius diminuiu aos 10 e novamente Loco Abreu ampliou aos 14 minutos.

Na próxima rodada, o Botafogo vai até Volta Redonda para encarar o Bangu na quarta-feira. No mesmo dia, o Olaria vai receber o Macaé na Rua Bariri.

O jogo

A partida mal tinha começado e o Botafogo abriu logo o placar. Aos 14 segundos, o meia Renato Cajá aproveitou bobeada da zaga do Olaria e arriscou de fora da área. A bola foi no canto direito de Renan, que não conseguiu chegar a tempo de impedir o gol alvinegro.

nullO revés no intimidou o Olaria, que deixou o jogo equilibrado nos primeiros minutos. Com isso, as duas equipes buscavam o ataque e a partida ficou bem movimentada. No entanto, ambas pecavam perto da área adversária e não assustavam os goleiros.

Aos poucos, o Botafogo passou a tentar administrar o resultado por conta do forte calor no Engenhão. Assim, o Olaria teve espaço para avançar mais e tentou esboçar uma pressão sobre os alvinegros. Só que a zaga dos donos da casa estava bem e impedia as finalizações perigosas dos visitantes.

A partida permaneceu com o mesmo panorama até o fim do primeiro tempo. O Olaria chegava, mas não assustava Jéfferson e o Botafogo se limitava avançar nos contra-ataques, mas também sem sucesso. Mesmo com a vantagem no placar, a torcida alvinegra vaiou a equipe no caminho para o vestiário.

O segundo tempo começou bem movimentado. Logo com quatro minutos, o Olaria quase empatou com Waldir, que cabeceou e obrigou o goleiro Jéfferson a fazer grande defesa. A resposta do Botafogo veio em grande estilo aos oito. Alessandro, que havia acabado de entrar, fez belo lançamento para Loco Abreu. O atacante acertou belo chute e ampliou para os alvinegros.

Quando a torcida do Botafogo achou que a partida estava decidida, o Olaria diminuiu o marcador. Aos 10 minutos, após chute errado de Victor, a bola chegou em Felipe, que tocou para Vinícius só colocar para a rede alvinegra. Só que quatro minutos depois, os donos da casa ampliaram novamente. Loco Abreu recebeu passe e tocou por cima de Renan para fazer seu segundo gol no jogo.

Mesmo após a série de gols, a partida seguiu com as duas equipes buscando o ataque. O Olaria teve a chance de diminuir novamente o placar aos 22 minutos quando Renan Silva foi cruzar, a bola bateu em Araruama e quase enganou Jéfferson, que salvou com os pés. Quatro minutos depois, os visitantes tiveram falta perigosa e Renato cobrou no ângulo, mas de novo Jéfferson fez grande defesa.

Aos poucos, o Botafogo voltou a tentar administrar o resultado e recuou a marcação. Com isso, os donos da casa deram espaço para o Olaria, que passou a pressionar em busca do segundo gol. No entanto, os alvinegros conseguiram impedir o gol dos visitantes e deixou o tempo passar até o apito final do árbitro.

Loco Abreu marcou duas vezes em mais uma vitória do Botafogo no Campeonato Carioca
Gazeta Press
Loco Abreu marcou duas vezes em mais uma vitória do Botafogo no Campeonato Carioca

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 3 x 1 OLARIA

Local: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data: 29 de janeiro de 2011, sábado
Horário: 17h (Brasília)
Árbitro: William Marcelo de Souza Nery
Assistentes: Silber Faria e Sergio Waldman
Renda: R$ 103.830,00
Público: 4.684 pagantes
Cartões amarelos: Márcio Rosário e Loco Abreu (Botafogo); Renan Silva (Olaria)

Gols:
BOTAFOGO: Renato Cajá, aos 14seg do primeiro tempo; Loco Abreu, aos 8 e 14min do segundo tempo; OLARIA: Vinícius, aos 10min do segundo tempo

BOTAFOGO: Jefferson; João Filipe, Antônio Carlos e Márcio Rosário (Alessandro); Lucas (Caio), Marcelo Mattos, Bruno Thiago, Renato Cajá (Araruama) e Somália; Herrera e Loco Abreu
Técnic o: Joel Santana

OLARIA: Renan; Ivan, Thiago, Rafael e Amarildo; David, Victor, Danilo (Calisto) e Renan Silva; Felipe (Renato) e Waldir (Vinícius)
Técnico: Luiz Antônio Ferreira

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.