Tamanho do texto

A operação durou apenas meia hora, terminou bem, mas ainda não há um prazo para o retorno do jogador

Getty Images
Cassano não tem sequelas neurológicas permanentes após o AVC
A cirurgia realizada nesta sexta-feira para corrigir uma má formação no coração do atacante Antonio Cassano , do Milan , foi considerada um sucesso, informou o clube em comunicado. A nota diz que a intervenção, feita com anestesia local, durou cerca de meia hora e terminou por volta das 8h45 locais.

No último sábado, Cassano passou mal em seu retorno a Milão depois de seu time ter vencido a Roma pelo Campeonato Italiano. O jogador começou a ter problemas de movimento e na fala, pelo que foi internado com urgência no Hospital Policlínico de Milão.

Após vários dias de incerteza, na quarta-feira o centro hospitalar e os médicos do clube milanês divulgaram um boletim médico conjunto no qual explicavam que Cassano sofreu "um dano isquêmico cerebral", mas sem sequelas neurológicas permanentes.

A causa da isquemia foi o que se chama de FOP (foramen oval permeável), um orifício que separa o átrio direito do esquerdo e que normalmente se fecha após o nascimento. O doutor Mario Carminati, um dos maiores especialistas em defeitos congênitos do coração, fechou esse orifício durante a cirurgia.

Os médicos não deram um prazo para o retorno do jogador, mas o vice-presidente do Milan, Adriano Galliani, adiantou na quarta-feira que Cassano levará de cinco a seis meses para se recuperar.