Tamanho do texto

Jogador também ouviu gritos de Messi em jogo festivo no Morumbi. "Eu estava representando o Brasil", disse

Neymar atuou no time dos amigos de Zico na noite desta quarta-feira
AE
Neymar atuou no time dos amigos de Zico na noite desta quarta-feira
A ideia do Santos é transformar o atacante Neymar em um ídolo nacional, com alcance em fãs de diferentes times, idades e classes sociais. Mas o craque não escapou da língua afiada de alguns torcedores no Jogo das Estrelas, evento beneficente organizado por Zico na noite desta quarta-feira no estádio do Morumbi.

Leia mais : Neymar ignora manchetes espanholas e já pensa nas Olimpíadas

Com a presença de mais de 35 mil espectadores, Neymar ouviu gritos de "Messi" e "pipoqueiro" por parte de alguns dos rivais do Santos, em função da derrota para o Barcelona na decisão do Mundial de Clubes por 4 a 0. Ao comentar o assunto no intervalo do jogo, ele diz que não sentiu o golpe, porém, logo em seguida, deixou escapar um sentimento de incômodo.

"Eu não ligo", disse inicialmente Neymar. "Mas fico triste de ver que algumas pessoas não torcem pela gente. Eu estava lá no Japão (no Mundial de Clubes) representando o futebol brasileiro. Mas tudo isso faz parte de uma rivalidade gostosa", emendou.

Mesmo com as provocações, Neymar procurou dar seu show particular ao atuar ao lado de Zico e foi um dos destaques do evento que procurou arrecadar fundos aos mais necessitados. Além dos dribles tradicionais, ele usou até um telefone celular para brincar com o são-paulino Lucas em campo.

Depois do jogo, Neymar evitou carregar qualquer sentimento de vingança pelo que ouviu nas arquibancadas. O craque santista demonstrou muita paciência para atender todos os pedidos de fotos e autógrafos, mesmo daqueles que não torcem pelo Santos.

Veja imagens do Jogo das Estrelas:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.