Tamanho do texto

Equipe alvinegra tenta a contratação em definitivo do atacante junto ao Al-Ahli, dos Emirados Árabes

A contratação do atacante Osvaldo continua movimentando os bastidores das equipes brasileiras e ganhou um novo capítulo nesta terça-feira. O presidente do Ceará , Robinson de Castro, negou que o Cruzeiro já tenha feito uma proposta oficial para contar com o jogador e revelou que o clube cearense realizou uma nova investida para adquirir os direitos federativos do atleta.

Leia também: Contratação de Osvaldo esfria e fica para janeiro no Cruzeiro

Destaque do Ceará no Campeonato Brasileiro, Osvaldo possui seu passe ligado ao Al-Ahli, dos Emirados Árabes, e já teve seu nome entre as possíveis contratações de clubes paulistas e mineiros. No entanto, o dirigente cearense não acredita que o cobiçado avançado irá deixar o clube na próxima temporada e mostrou confiança com relação à conclusão do negócio.

Veja também: Cruzeiro contrata volante Rudnei, comandado por Mancini no Ceará

Apesar do rebaixamento do Ceará, Osvaldo fez um bom Brasileiro virou algo dos grandes clubes
Gazeta Press
Apesar do rebaixamento do Ceará, Osvaldo fez um bom Brasileiro virou algo dos grandes clubes
"A informação que eu tenho é que nenhum clube aqui do Brasil apresentou realmente uma proposta no papel. Tem muita especulação em torno desse assunto. Isso me foi passado por uma pessoa ligada ao Al-Ahli. Nós fizemos outra proposta, com uma outra condição, mas eu não quero revelar agora por uma questão estratégica, porque algum concorrente pode querer fazer uma oferta com condições melhores", revelou Robinson de Castro.

Mesmo com a insistência do Cruzeiro em contar com o atacante em 2012, o presidente do Ceará afirmou que os mineiros não possuem prioridade alguma nas negociações. Segundo o mandatário alvinegro, o clube celeste não realizou o pagamento estipulado pelos árabes na data marcada, o que invalidou a oferta apresentada pelo atacante a abriu margem para que novos times pudessem estudar a transferência do jogador.

"Tinha uma data para fazer o pagamento e esse clube não fez. Portanto, deixou de valer a proposta. Até o presente momento, não tem nenhuma proposta efetivamente feita. Isso se explica de uma forma muito fácil. Estão esperando passar o dia 31 de dezembro. Eles sabem que qualquer proposta que for feita agora tende a cair se o Ceará fizer uma outra e pagar", finalizou o dirigente.

Em meio a tantas declarações contraditórias dos envolvidos no negócio, a definição do futuro do atleta deverá sair apenas no próximo ano, quando a pré-temporada das equipes já terá começado. O atacante de 24 anos já chegou a estar perto do Palmeiras, mas não conseguiu chegar a um acordo com o Alviverde, o que deixou o caminho livre para São Paulo, Cruzeiro e Ceará disputarem o seu passe no mercado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.