Tamanho do texto

Insatisfeito com as propostas brasileiras, xeque dono do Al-Jazira estaria pedindo o retorno do atacante ao time dos Emirados Árabes Unidos

O São Paulo segue com a luta para viabilizar a permanência do atacante Ricardo Oliveira em 2011. A ideia do time paulista é chegar a um acordo com o Al-Jazira, dos Emirados Árabes Unidos, em uma negociação por empréstimo de uma temporada. Mas o torcedor terá de esperar mais alguns dias pelo desfecho da transação.

"No final de semana, as coisas não evoluíram, afinal os países árabes valorizam esses dias (de descanso). Esperamos concluir as conversas até quarta-feira com o nosso emissário", afirmou o diretor de futebol João Paulo de Jesus Lopes, em entrevista à "Rádio Jovem Pan" .

No domingo, surgiu a informação de que o xeque Handam Bin Zayed Al-Nahyan, dono do Al-Jazira, ventila a possibilidade de pedir o retorno de Ricardo Oliveira. Ele não estaria satisfeito com as propostas vindas de equipes brasileiras. Ainda assim, o São Paulo não perde a esperança de renovar com o seu artilheiro.

"Eu continuo otimista, a relação do São Paulo com os árabes é boa", ressaltou João Paulo de Jesus Lopes.

Na discussão pela permanência de Ricardo Oliveira, a única certeza do São Paulo é que fica extremamente complicado uma transação em definitivo. O Al-Jazira investiu 14 milhões de euros, aproximadamente R$ 38 milhões, para contratar o brasileiro junto ao Betis, da Espanha.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.