Tamanho do texto

Lateral do Flu afirma que seu crescimento está relacionado à liberdade dada pelo ténico Abel

Um dos jogadores mais regulares e importantes do Fluminense na conquista do título brasileiro do ano passado, Carlinhos demorou para engrenar em 2011. Uma cirurgia na perna esquerda no final do ano passado e uma lesão no tornozelo esquerdo sofrida contra o Boavista, pelo Campeonato Carioca, em março, deixaram o lateral-esquerdo fora do time por mais de três meses. Novamente em forma, o camisa 6 reconhece o bom momento, mas afirma que ainda tem muito o que melhorar.

“Fui bem mesmo nesses dois últimos dois jogos. Mas não só eu, todos estão buscando aquele futebol do ano passado. Não é meu melhor momento ainda. Acho que com o decorrer do campeonato eu ainda vou subir de produção para ser o mesmo do ano passado. Falta alguma coisa ainda, mas eu sei que vou chegar lá”, afirmou.

Siga o Twitter do iG Fluminense e convide os seus amigos

Irregular no primeiro semestre, Carinhos chegou a ser vaiado pela torcida e amargou a reserva de Julio Cesar em alguns jogos do Brasileiro. De volta ao time titular, ele agradece ao técnico Abel pela melhora de seu rendimento.

“O Abel está me dando bastante liberdade para ataca durante as partidas e isso me dá mais motivação para alcançar meu nível de atuação do ano passado”, explicou.

Carlinhos concorda com Marquinho que as ausências de Conca, Deco e, recentemente, de Fred fizeram a equipe mudar sua forma de jogar.

"Entre para a Torcida Virtual do Fluminense e convide seus amigos"

“Esses jogadores são mais rodadas, são jogadores de Seleção e com uma história lá fora e dentro do clube. Isso ajuda bastante em campo. Quando eles não estão jogando o grupo procura se unir mais ainda para suprir essa carência. Não que o time não seja solidário com eles em campo, mas sem eles todo precisam ser mais decisivos. Ainda estamos nos acostumando”, disse o jogador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.