Tamanho do texto

Treinador italiano falou pela primeira vez desde que pediu demissão da seleção inglesa e não pretende trabalhar no seu país agora

A FA (Associação Inglesa de Futebol) já havia confirmado que a demissão de Fabio Capello do comando da seleção aconteceu porque o técnico não concordou com a retirada da faixa de capitão de John Terry. A punição ao defensor do Chelsea aconteceu porque ele teria preferido ofensas racistas a Anton Ferdinand, do Queens Park Ranges, durante partida do Campeonato Inglês.

E MAIS:  Inglaterra confirma interino para o lugar de Fabio Capello

Capello não é mais técnico da Inglaterra
AFP
Capello não é mais técnico da Inglaterra
"Eu discordo completamente com a FA sobre a decisão de tirar a faixa de capitão de John Terry e comuniquei isso ao Bernstein (presidente da entidade)", afirmou Capello à "RAI", antes de pedir demissão. "Disse que não acho que alguém pode ser punido antes de uma decisão oficial. Considerava, e ainda considero, Terry como capitão. Precisamos antes aguardar a conclusão do julgamento", avaliou.

Nesta sexta, porém, em entrevista concedida ao programa "Striscia la Notizia", da TV italiana, Capello falou pela primeira vez depois que deixou o comando da seleção inglesa e preferiu não polemizar sobre o assunto Terry. "Eu não fugi. Saí porque houve um equívoco, um mal-entendido. Eu me sentia bem lá, mas às vezes você decide ir embora", disse o treinador.

LEIA TAMBÉM:  Redknapp é o favorito para ser o novo treinador da seleção inglesa

De volta à Itália, Capello é frequentemente colocado como possível futuro treinador da Inter de MIlão, mas o comandante avisou que não pretende trabalhar no futebol do seu país no momento. "Na Itália não vou trabalhar. Agora o que eu quero mesmo é relaxar", completou.

A seleção inglesa já definiu quem assumirá seu comando interinamente . Stuart Pearce, técnico da seleção olímpica da Grã-Bretanha, foi anunciado como novo treinador da Inglaterra, enquanto um nome definitivo não é definido. Pearce não deverá permanecer para a disputa da Eurocopa, que começará em cerca de quatro meses, mas estará no comando da Inglaterra no amistoso diante da Holanda, no próximo dia 29 de fevereiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.