Tamanho do texto

Goleiros do Palmeiras iniciam disputa pela camisa 1 após aposentadoria de Marcos anunciada semana passada

selo

O Palmeiras perdeu Marcos , que optou pela aposentadoria, mas segue bem servido de goleiros. Mesmo sem seu ídolo, o clube não terá que contratar, uma vez que tem tradição na formação de grandes jogadores para a posição. Com a vaga no gol palmeirense em aberto, Bruno, que volta de empréstimo da Portuguesa, quer agarrar a chance e promete uma briga sadia com Deola , que fechou 2011 como titular.

"Voltei para buscar o meu espaço. Todo goleiro espera uma chance para jogar. A briga com o Deola vai ser com muito respeito e trabalho", disse Bruno, de 27 anos, um a menos que seu principal concorrente pela titularidade.

Tanto Bruno quanto Deola demoraram a se firmar no Palmeiras, o que só aconteceu depois que Marcos passou a conviver com lesões e Diego Cavallieri foi negociado. Bruno passou palo Palmeiras B, foi terceiro goleiro do elenco principal e só estreou em 2008, quando tinha 24 anos. Já Deola foi seguidas vezes emprestado e só foi titular do Palmeiras pela primeira vez aos 25 anos.

No ano passado, com Marcos começando o ano como titular, Bruno ficou sem espaço e acabou emprestado para a Portuguesa, onde não chegou a jogar por causa de uma lesão na coxa. Já Deola aproveitou as lesões do pentacampeão para se firmar como titular.

Com relação a Marcos, Bruno falou da tristeza pela aposentadoria do ídolo. "A gente já imaginava que ele poderia parar, mas a gente nunca espera. Foi triste, mas nós goleiros não vamos sentir a falta dele com a torcida, porque a gente exigiu que ele viesse aqui todo dia", revelou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.