Tamanho do texto

Ídolo acusou técnico de receber propinas para convocar jogadores representados por um determinado agente

A briga entre o ex-técnico argentino Sergio Batista e Diego Maradona foi parar na justiça: o treinador demitido durante a última Copa América acusa o ex-craque de injúria e pede uma indenização de US$ 5 mil. O processo foi apresentado pelo advogado de Batista, Zenón Ceballos, informou a agência estatal Télam.

Ceballos afirmou que Maradona denegriu a "reputação esportiva" de Batista quando o acusou de receber propinas para convocar jogadores representados pelo agente da FIFA Carlos Mac Allister. Segundo o advogado, Maradona causou "um dano moral incalculável" ao último treinador da seleção.

Ceballos também lembrou expressões pejorativas utilizados por Maradona para se referir a Batista. O maior craque da história do país chegou a compará-lo a um popular palhaço da televisão argentina.

Maradona e Batista foram companheiros e amigos na seleção argentina que ganhou o Mundial do México, em 1986, ambos como jogadores. No entanto, a relação se deteriorou quando Batista sucedeu "El Pibe" no comando da seleção após a Copa do Mundo da África do Sul.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.