ver novamente

Heróis do Tetracampeonato

Quatro vezes Cruzeiro. Um tetra que chega com dobradinha, 2013/2014, feito raro no futebol brasileiro. E com uma campanha tão avassaladora e incontestável quanto a anterior. Título que eleva Fábio ao olimpo celeste. Que firma Marcelo Oliveira como cruzeirense, sim, senhor. Que coloca Everton Ribeiro e Ricardo Goulart entre os melhores do Brasil. Que devolve Marcelo Moreno à casa onde é mais feliz. Que cala qualquer rival. Vai falar o que do Cruzeiro?

  • Marcelo Moreno

    Marcelo Moreno

    Marcelo Martins Moreno

    * * * * *

    Homem da referência no ataque, boliviano foi o atleta de linha que mais atuou. Rejeitado no Grêmio, voltou ao clube onde foi mais feliz e mostrou que sua ligação com o Cruzeiro é forte.

  • Willian

    Willian

    Willian Gomes de Siqueira

    * * * * *

    Segundo principal garçom do Cruzeiro na campanha, o atacante teve um excelente começo de Brasileirão, passou por um período de baixa e cresceu de produção na reta final. Brilhou em momentos decisivos.

  • Borges

    Borges

    Humberlito Borges Teixeira

    * * * * *

    Duas lesões na coxa atrapalharam o ano do atacante cruzeirense, que participou de poucas partidas e fez apenas dois gols.

  • Dagoberto

    Dagoberto

    Dagoberto Pelentier

    * * * * *

    Titular no início do Brasileiro, o atacante teve lesão na coxa e perdeu espaço para Willian, mas colocou no currículo o quinto título brasileiro, os três anteriores pelo São Paulo.

  • Marquinhos

    Marquinhos

    Marco Antônio da Silva Gonçalves

    * * * * *

    Atacante foi de renegado a boa opção do técnico Marcelo Oliveira. É reserva, mas entra frequentemente em campo para mudar os jogos. Fez dois gols.

  • Ricardo Goulart

    Ricardo Goulart

    Ricardo Goulart Pereira

    * * * * *

    Vice-artilheiro cruzeirense e craque da campanha do tetra. Foi decisivo em diversas partidas, como nas vitórias sobre Coritiba, Criciúma, Santos e Grêmio. De quebra, chegou merecidamente à seleção brasileira.

  • Everton Ribeiro

    Everton Ribeiro

    Everton Augusto de Barros Ribeiro

    * * * * *

    Maior driblador e rei das assistências no elenco cruzeirense, Éverton Ribeiro foi novamente protagonista no tetra, embora não tenha roubado a cena como em 2013. Outro que ganhou espaço justo na seleção.

  • Lucas Silva

    Lucas Silva

    Lucas Silva Borges

    * * * * *

    Volante de marcação forte e boa chegada ao ataque, esteve em campo na maior parte da campanha e passou a atrair a cobiça dos europeus. É o segundo da posição com mais desarmes.

  • Henrique

    Henrique

    Henrique Pacheco Lima

    * * * * *

    Grande passador do time e rei dos desarmes, volante foi uma espécie de motor do Cruzeiro no Brasileirão e colocou Nilton no banco.

  • Nilton

    Nilton

    Nilton Ferreira Júnior

    * * * * *

    Titular no início do Brasileirão, se alternou entre o time principal e o reserva, mas esteve em campo na maior parte da competição. Ganhou espaço novamente na reta final.

  • Alisson

    Alisson

    Alisson Euler de Freitas Castro

    * * * * *

    Mesmo sem a titularidade absoluta, meia de 21 anos pintou como revelação de valor no campeonato, mas uma lesão na coxa interrompeu sua sequência. Fica como aposta para 2015.

  • Júlio Baptista

    Júlio Baptista

    Júlio César Baptista

    * * * * *

    Autor de gols decisivos em 2013, pouco atuou no Brasileirão de 2014 e pouco pôde concorrer com Willian e Marcelo Moreno no ataque do bicampeão

  • Willian Farias

    Willian Farias

    Willian Roberto Farias

    * * * * *

    Jogou pouco no Brasileiro, mas teve destaque na vitória decisiva sobre o Grêmio. Depois do jogo, revelou o drama superado de ver o filho, então com um mês de idade, internado na UTI.

  • Marlone

    Marlone

    Johnath Marlone Azevedo da Silva

    * * * * *

    Meia reserva, contratado do Vasco como aposta, serviu como alternativa útil para as ausências eventuais dos craques Ricardo Goulart e Éverton Ribeiro.

  • Léo

    Léo

    Leonardo Renan Simões de Lacerda

    * * * * *

    O zagueiro aproveitou a lesão de Bruno Rodrigo e se firmou no time. Bom nos desarmes, mostrou eficiência também pelo alto e fez dois gols na campanha do tetra.

  • Mayke

    Mayke

    Mayke Rocha Oliveira

    * * * * *

    Lateral-direito dono da posição em todo o campeonato. É o terceiro em desarmes e segundo em dribles e assistências no bicampeão brasileiro.

  • Dedé

    Dedé

    Anderson Vital da Silva

    * * * * *

    Destaque em 2013, zagueiro foi irregular no Brasileirão de 2014. Teve uma lesão no joelho direito, fez um gol contra bizarro contra o Flamengo, mas seguiu como titular da defesa.

  • Ceará

    Ceará

    Marcos Venâncio de Albuquerque

    * * * * *

    O experiente lateral-direito, cuja marcação é o ponto forte, participou de um revezamento com o jovem Mayke, mas mostrou sua importância ao ser escolhido nos jogos decisivos.

  • Egídio

    Egídio

    Egídio de Araújo Pereira Júnior

    * * * * *

    Um dos grandes passadores do time no Brasileiro, Egídio ganhou espaço com a lesão de Samudio e se firmou como titular na equipe de Marcelo Oliveira.

  • Manoel

    Manoel

    Manoel Messias Silva Carvalho

    * * * * *

    Chegou ao clube com o Brasileirão já em andamento e mostrou-se bastante útil, sobretudo em razão da contusão de Bruno Rodrigo e do calendário apertado.

  • Bruno Rodrig

    Bruno Rodrigo

    Bruno Rodrigo Fenelon Palomo

    * * * * *

    Zagueiro perdeu parte do campeonato devido a uma cirurgia no pé esquerdo, mas voltou na reta final a tempo de festejar o título. Foi importante nas vitórias fora de casa sobre Atlético-PR, Inter, Santos e Grêmio.

  • Samudio

    Samudio

    Miguel Angel Ramón Samudio

    * * * * *

    O lateral esquerdo começou a campanha como titular, mas perdeu espaço devido a uma lesão no joelho esquerdo. Voltou na reta final e esteve em campo nas importantes vitórias sobre Santos e Grêmio, que encaminharam título.

  • Fábio

    Fábio

    Fábio Deivson Lopes Maciel

    * * * * *

    Fábio foi quem mais atuou. Seguro, controlou uma defesa muito prejudicada por contusões, brilhou na pré-decisão contra o Grêmio e aumentou a idolatria.

  • Marcelo Oliveira

    Marcelo Oliveira

    Conquistar o Brasileirão em dois anos consecutivos não é para qualquer um. Feito raro, obtido apenas por alguns dos maiores treinadores de todos os tempos. Equiparado a Osvaldo Brandão, Telê Santana, Rubens Minelli e outros monstros, Marcelo Oliveira se firma também entre os maiores do Brasil na atualidade. E acaba com qualquer implicância do torcedor cruzeirense por seu passado atleticano. Marcelo Oliveira é Cruzeiro. É bicampeão brasileiro. É incontestável.