Tamanho do texto

Equipe catarinense começou bem o Campeonato Brasileiro, mas não vence há seis rodadas no torneio

O início do Figueirense no Campeonato Brasileiro deixou a torcida catarinense bastante otimista. O time chegou a entrar no G-4 na quinta rodada e durante alguns jogos surpreendeu grandes equipes. Porém, nos últimos seis jogos, nenhuma vitória. Com três derrotas e três empates, o técnico Jorginho já começa a ser pressionado no cargo. Por isso, o técnico Caio Júnior acredita que o Botafogo pode se aproveitar da irritação da torcida local para obter uma vantagem na partida desta quarta-feira.

Siga o Twitter do iG Botafogo e receba notícias do time em tempo real

“Temos que fazer essa leitura, faz parte nossa cultura de que derrota coloca o trabalho em risco. O Avaí tentou isso contra a gente e quase conseguiu. A ansiedade do torcedor local não é só aqui, acontece em todo lugar. É importante fazer essa leitura durante o jogo, aproveitar esse fato se a torcida começar a perder a paciência. Pode dar uma vantagem”, declarou o treinador da equipe carioca.

Entre para a Torcida Virtual de Botafogo e convide seus amigos

Porém, mesmo com os últimos resultados negativos, o técnico Caio Júnior acredita que o time catarinense é perigoso. Ele aponta o conjunto e a velocidade da equipe como uma das principais armas e pede que o Botafogo mantenha a postura ofensiva, mesmo atuando fora de casa.

“O que fica de maneira geral é a derrota, mas vi o jogo deles contra o Bahia e é um time difícil, rápido, leve e com capacidade. A prova é que mesmo não ganhando seis jogos, está numa posição razoável. Não tem jogadores de nome, consagrados, mas é uma equipe com um belo conjunto, jogando junto. O principal é que o Botafogo imponha sua maneira de jogar e tenha personalidade em Florianópolis”, disse Caio Júnior.

Com 22 pontos, o Botafogo é o 6º colocado do Campeonato Brasileiro. Na próxima rodada, o time carioca viaja para Florianópolis, onde enfrenta o Figueirense na próxima quarta-feira, às 19h30, no estádio Orlando Scarpelli.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.