Tamanho do texto

Argentino amanheceu como 5ª opção, mas foi pedido pela torcida e conseguiu jogar 15 minutos

Torcida pediu a presença de Bolatti em campo
Lucas Uebel/Vipcomm
Torcida pediu a presença de Bolatti em campo
Foi uma mudança pouco esperada. O argentino Bolatti pode dizer que a quarta-feira foi um dia positivo para ele. O volante acordou como 5ª opção do Inter e foi dormir com a chance de ser titular na Libertadores.

Alguns fatores contribuíram para que o argentino voltasse a ter chance no time. Ele havia ficado de fora da lista de relacionados para o jogo contra o Novo Hamburgo. Primeiro, Ilsinho teve um problema de contrato e o Inter preferiu cortá-lo da relação: Bolatti foi chamado.

Depois, Josimar , escolhido como titular, não fez boa atuação. A torcida, ainda durante o jogo , começou a pedir a entrada do argentino. Foi o que fez o técnico Dorival Júnior, que poderia ter escolhido Élton, que também estava no banco de reservas, mas optou por Bolatti.

“Estou agradecido com a torcida. Sempre se portaram bem comigo. Estou contente, entro para trabalhar”, disse.

Foram apenas 16 minutos em campo, Bolatti não revolucionou o time, mas teve uma atuação segura na vitória sobre o Novo Hamburgo . O suficiente para reforçar que pode retomar a condição que tinha em 2011: a de titular.

Grêmio tem a maior torcida do Twitter. Amplie a do Inter

O Inter estreia na Copa Libertadores dia 25 de janeiro, contra o Once Caldas, no Beira-Rio. Bolatti disputará com Élton e Josimar a chance de ser titular ao lado de Guiñazú. 

Entre para a Torcida Virtual do Inter e convide seus amigos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.