Tamanho do texto

"Racismo não pode ser varrido para baixo do tapete e nem ser resolvido por um aperto de mão", diz o jogador inglês

Getty Images
Beckham criticou o presidente da Fifa pelas declarações sobre o racismo
O meia David Beckham , do Los Angeles Galaxy, endossou as críticas ao presidente da Fifa, Joseph Blatter, e deixou claro seu repúdio às declarações do dirigente sobre racismo no futebol.

Leia mais:  Após declarações sobre racismo, ministro pede denúncia de Blatter

"Eu acho que as declarações foram espantosas. Os seus comentários não foram bons para o jogo. O racismo ainda existe e não pode ser varrido para baixo do tapete e nem ser resolvido por um aperto de mão. Esta não é a maneira que o racismo deve ser tratado", declarou o jogador.

Confira ainda:  Blatter enfurece atletas negros ao negar racismo no futebol

Beckham é o terceiro inglês a se posicionar publicamente contra a fala de Blatter. Antes dele, o zagueiro Rio Ferdinand, do Manchester United, e o ministro dos esportes britânico, Hugh Robertson , fizeram críticas contundentes ao dirigente, sendo que Robertson chegou a pedir a renúncia do presidente da Fifa.

As declarações de Blatter ocorreram no momento em que duas acusações de racismo estão sendo investigadas no Campeonato Inglês. Enquanto o zagueiro Anton Ferdinand, do Queens Park Rangers, diz ter sido ofendido pelo também zagueiro John Terry , do Chelsea, o lateral esquerdo Patrick Evra, do Manchester United, também fez queixa semelhante sobre o atacante Luis Suárez , do Liverpool.

Veja também: Ministro inglês pede que Blatter renuncie à presidência da Fifa

Após dizer à CNN que "no campo de jogo, às vezes você fala algo que não é muito correto, mas no final da partida, tudo está acabado e você tem o próximo para se comportar melhor", Blatter tentou se retratar e disse que suas palavras foram distorcidas.

" Meus comentários foram mal compreendidos. Quis expressar que, como jogador de futebol, durante uma partida, você tem 'batalhas' com seus adversários e, às vezes, são feitas coisas erradas. Mas, normalmente, no final do jogo, você pede desculpas ao seu adversário se você teve um confronto durante a partida. Você aperta as mãos e, quando o jogo acabou, acabou", declarou o dirigente em nota oficial.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.