Tamanho do texto

Clube espanhol disse que declarações de Mino Raiola ferem a honra e a integridade moral de nosso treinador, Josep Guardiola, assim como de Johan Cruyff

O Barcelona censurou nesta terça-feira o empresário Mino Raiola, agente do atacante sueco Zlatan Ibrahimovic, por declarações consideradas inadmissíveis, e anunciou que estuda denunciá-lo além de bloquear os pagamentos pendentes.

"O Barcelona considera as recentes declarações do agente Mino Raiola inadmissíveis. Elas ferem a honra e a integridade moral de nosso treinador, Josep Guardiola, assim como de Johan Cruyff", afirmou o Barcelona em comunicado.

Mino Raiola disse que o treinador e ex-jogador Johan Cruyff e o técnico do Barcelona, Josep Guardiola, podem entrar para um hospício por causa de suas críticas ao atacante sueco, que na temporada passada atuou pela equipe espanhola e agora joga no Milan.

"Penso que Cruyff e Guardiola podem ir para um hospício juntos, calar a boca e jogar cartas. Fariam um grande favor ao Barcelona e ao futebol", afirmou Raiola ao jornal sueco "Expressen" nesta terça-feira. O Barcelona afirma que o departamento jurídico "está avaliando a adoção de medidas legais contra o Sr. Mino Raiola".

"Como medida imediata, o time bloqueia os pagamentos pendentes em favor do Sr. Raiola, em virtude de sua relação contratual com o clube", ressaltou o Barça. O empresário do jogador sueco, que já tinha criticado Guardiola anteriormente, desta vez também atacou Johan Cruyff, considerado o melhor da Holanda de todos os tempos.

"Cruyff pode ir para o inferno", disse o representante após os recentes comentários do holandês, que afirmou que Ibra não havia se adaptado ao jogo do Barcelona nem ao futebol espanhol, e que seu estilo se enquadrava melhor com o italiano. "Está ficando velho e não teve coragem de fazer nada importante em sua carreira como técnico. Ele não sabe como treinar um time de futebol com métodos modernos", disse Raiola.