Tamanho do texto

Zagueiro paraguaio quer que qualidade que o consagrou no Libertad volte a ser destacada

Tentando esquecer seu passado no River Plate, onde acabou culpado pelo rebaixamento à Segunda Divisão do Argentino, Adalberto Román foi apresentado nesta sexta-feira no Palmeiras. Adaptando o “portuñol” e usando Valdivia como tradutor durante os treinos, o zagueiro paraguaio afirmou que pretende recuperar a forma que o deu status de bom atleta no Libertad, do Paraguai.

Com 1,77m, ele admite que não é tão alto para a posição, mas diz que sua impulsão compensa qualquer problema neste aspecto. Ele foi indicado por Chiqui Arce, ex-lateral direito do Palmeiras e hoje treinador da seleção do Paraguai.

“Não acho que sou tão baixo, mas compenso com salto, tenho uma boa impulsão. Ter sido indicado pelo Arce só reforça a minha responsabilidade aqui, especialmente por ele ter sido campeão aqui. Quero voltar à forma que tive no Libertad, no Paraguai, e esquecer o passado do River. Considero que fui injustiçado lá, porque querem jogar uma campanha em um só erro meu”, disse Román.

O paraguaio mostrou que tem certo conhecimento do Palmeiras e já diz saber que o Corinthians é o principal rival. Sobre o futebol brasileiro, Román afirmou que considera o campeonato mais disputado do país e que espera ansiosamente para enfrentar Neymar, Luís Fabiano e Adriano.

“Para isso (marcar estrelas) tenho que trabalhar muito duro. Sei que o Brasileirão tem os atacantes muito bons e temos que marcar forte. Creio que o segredo é concentrar e usar a qualidade e o respeito de uns. Vou dar o melhor da minha parte”, completou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.