Tamanho do texto

Números divulgados pelo atual Conselho Fiscal são contestados pelo ex-presidente Vitorio Piffero

Uma nova auditoria contratada pelo atual Conselho Fiscal do Internacional aponta uma diferença de quase R$ 20 milhões quanto às dívidas do clube na gestão do ex-presidente Vitorio Piffero. Os documentos obtidos pelo Jornal Correio do Povo mostram que o déficit do clube no ano de 2010 teria sido de R$ 21.256.542,28. O balanço publicado pela antiga gestão apontava um valor negativo de R$ 2.636.528,50.

Segundo Piffero (comandou o clube entre 2007 e 2010), o que houve foi uma diferente interpretação dos números. A nova auditoria incluiu no balanço dívidas antigas, cobranças que estão sendo contestadas pelo clube. Algo que era ignorado em todos os outros levantamentos financeiros que foram feitos.

“De uma hora para outra mudaram o critério para avaliar as dívidas. Esses valores já existiam, mas são cobranças contestadas. O novo balanço passou a considerar tudo”, justificou, em entrevista para a Rádio Bandeirantes .

Os documentos obtidos pelo Correio do Povo foram enviados para a casa de conselheiros do clube. As contas da antiga gestão serão submetidas à aprovação do Conselho Deliberativo na próxima semana. As 12 páginas de relatório ainda apontam abuso no uso de cartões de crédito corporativos do clube.

Píffero rebateu as acusações explicando que eram sete cartões corporativos, divididos entre presidente, vice-presidentes e integrantes do departamento de futebol. Os gastos lançados seriam referentes a hospedagem, alimentação e viagens. Tudo a serviço do clube. Ele externou que as despesas no cartão em seu nome não chegariam a R$ 4 mil, enquanto as do ex-vice-presidente Pedro Affatato não superaria os R$ 2 mil. O ex-presidente pretende comprovar tudo mostrando documentos e extrato dos cartões na próxima reunião de conselheiros.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.