Tamanho do texto

Um tropeço deixa o time do Paraná mais perto da Série B e uma vitória renova as forças contra o rebaixamento

Jogo em casa, clima de decisão para o Atlético-PR . O quadro se repete por mais uma rodada do Campeonato Brasileiro 2011 . O desafio desta vez é parar o bom time do Atlético-GO , neste domingo, às 19 horas (de Brasília), na Arena da Baixada. Um tropeço diante do torcedor pode ser o primeiro grande passo do time do Paraná rumo à Série B. Uma vitória, no entanto, dará forças na luta contra a degola.

Veja a classificação atualizada do Campeonato Brasileiro

O técnico Antônio Lopes tem uma dúvida para escalar o time. Sem contar com o meia Paulo Baier e o volante Cléber Santana, suspensos, o treinador decidiu testar dois esquemas táticos durante a semana. A tendência é utilizar três volantes: Deivid, Wendel e Marcelo Oliveira. Porém, não está descarta a entra de Adaílton, fortalecendo o ataque. Na defesa, o zagueiro Manoel, com dores musculares na coxa, foi poupado mais uma vez dos trabalhos e, se for vetado, abre lugar para a volta de Fabrício.

As funções de capitão e principal articulador da equipe, que estavam nas costas de Baier, desta vez ficará com Marcinho, outro atleta experiente. "O Marcinho também é líder, orienta muito bem. Os jogadores gostam dele e ele terá essa incumbência também", afirmou o comandante rubro-negro.

Pelo Dragão, o desafio será manter a regularidade na reta final da competição, garantindo a vaga na Copa Sul-americana e a melhor posição possível na classificação. O técnico Helio dos Anjos poupou o grupo de trabalhos mais intensos durante a semana, tentando preservar seus atletas. Uma novidade poderá ser o lateral Thiago Feltri, que esta novamente à disposição. Já o meia Vítor Júnior será reavaliado antes da partida e pode dar nova oportunidade para Ernandes no meio de campo.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR x ATLÉTICO-GO

Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba (PR).
Data: 06 de novembro de 2011, domingo
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Salvio Spinola Fagundes Filho.
Assistentes: Erich Bandeira e Vicente Romano Neto.

ATLÉTICO-PR: Renan Rocha; Wagner Diniz, Manoel, Gustavo Lazzaretti e Héracles; Deivid, Wendel (Adaílton), Marcelo Oliveira e Marcinho; Guerrón e Nieto.
Técnico: Antônio Lopes

ATLÉTICO-GO: Márcio; Rafael Cruz, Gilson, Anderson e Thiago Feltri; Marino, Pituca, Bida e Vítor Júnior (Ernandes); Anselmo e Felipe
Técnico: Hélio dos Anjos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.