Tamanho do texto

Com gols dos seus dois zagueiros, Réver e Leonardo Silva, time mineiro chega a seis pontos em duas rodadas

AE
Leonardo Silva marcou dois gols na vitória do Atlético-MG
Superior do primeiro ao último minuto de jogo, o Atlético-MG não teve dificuldades para vencer o Avaí por 3 a 1, neste sábado, na Ressacada, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Apesar de sair atrás no marcador, o time mineiro contou com a força aérea para virar e fazer três gols com os zagueiros Leonardo Silva , duas vezes, e Réver . O atacante Fábio Santos fez o gol do time da casa.

nullRepetindo a postura que teve diante do Atlético-PR, na primeira rodada da competição, o Atlético-MG jogou com a bola no chão e sempre teve mais posse de bola. O time mineiro parecia estar em casa e jogava no campo de ataque, em certos momentos teve até 63% de posse de bola, sendo que na primeira etapa jamais ficou abaixo dos 60%. O Avaí, por sua vez, tinha de se contentar com os contra-ataques, mas sem ter um jogador de velocidade na frente.

Apesar da grande posse de bola do Atlético-MG, mesmo jogando em Santa Catarina, o time mineiro não apanhou e não precisou bater. A partida inteira teve somente 24 faltas, sendo que a primeira ocorreu somente aos 18 minutos do primeiro. Em uma partida corrida e com superioridade técnica, o Atlético-MG conseguiu quebrar um tabu de 21 anos, e venceu nas duas primeiras rodadas do Brasileiro . Já o Avaí se mostrou ainda abalado com a eliminação na Copa do Brasil.



O jogo
Depois da grande exibição na Arena do Jacaré diante do Atlético-PR, o Atlético-MG entrou confiante para o jogo contra o Avaí e tomou conta da partida desde o começo. Apesar de pressionar a equipe do Avaí e ter a bola sob controle, o Atlético-MG levou o primeiro gol depois da falha conjunta de Richarlyson e Leonardo Silva, melhor para Fábio Santos que abriu o marcador aos sete minutos.

O gol do time catarinense, no entanto, não mudou a postura do Atlético-MG. A equipe de Dorival Júnior continuou na frente, com a bola nos pés e o gol de empate era questão de tempo. Tanto que depois de chegar perto com Magno Alves e Patric, Leonardo Silva conseguiu empatar aos 15, depois de ajeitada de Richarlyson, os dois que haviam falhado no gol do Avaí.

A posse de bola e controle do jogo não eram suficientes para que o Atlético-MG virasse o placar. Pelo contrário, os minutos finais do primeiro tempo foram com muitos erros de passe e o goleiro Renan Ribeiro fez grande defesa e chute de Acleisson.

Na volta do intervalo o técnico Dorival Júnior fez um pedido e foi atendido. “Quando estávamos jogando simples, dominávamos a partida, é isso que eu quero no segundo tempo”, declarou o treinador, que foi prontamente atendido. Mais uma vez jogando no ataque, o time alvinegro conseguiu a virada aos dois minutos do segundo tempo, com Réver, depois de cobrança de escanteio de Fillipe Soutto.

A bola aérea era mesmo drama do Avaí. Leonardo Silva já tinha marcado um e teve boa chance antes de marcar o segundo. Aos oito minutos o zagueiro do Atlético-MG cabeceou para fora, mas aos 23 minutos ele fez o gol que confirmou a segunda vitória atleticana na competição. A partir de então o Avaí tentou pressionar, mas jamais sem ameaçar a vantagem atleticana. A única alteração foi na posse de bola, que pela primeira vez na partida o Atlético-MG deixou de ter 60%, finalizando o jogo em 57%.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

FICHA TÉCNICA - AVAÍ 1 x 3 ATLÉTICO-MG
Local
: Estádio da Ressacada, em Florianópolis-SC
Data: 28 de maio de 2011, sábado
Horário: 18h30 (horário de Brasília)
Renda: R$ 40.600,00
Público: 4.561 pagantes
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ)
Assistentes: Rodrigo Dibert Pedrosa Moisés (Fifa-RJ) e Bruno Boschilia (PR)
Cartões Amarelos: Gustavo Bastos (AVA); Patric e Guilherme (CAM)
GOLS:
AVAÍ: Fábio Santos, aos 7 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-MG: Leonardo Silva, aos 15 minutos do primeiro tempo e aos 23 minutos do segundo tempo e Réver, aos 2 minutos do segundo tempo

AVAÍ: Renan; Gustavo Bastos, Cássio e George Lucas (Robinho); Marcinho Guerreiro, Acleisson, Marquinhos Gabriel e Marquinhos (Estrada) e Julinho; Rafael Coelho (Maurício Alves) e Fábio Santos.Técnico: Silas

ATLÉTICO-MG: Renan Ribeiro; Patric, Réver, Leonardo Silva e Leandro; Richarlyson, Fillipe Soutto, Toró (Gilberto) e Giovanni Augusto (Mancini); Magno Alves (Neto Berola) e Guilherme. Técnico: Dorival Júnior

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.