Tamanho do texto

Caso não vença o Ceará, na oitava rodada, time atual vai ter campanha inferior ao time de Luxemburgo

Depois do sufoco no Brasileirão de 2010, quando escapou do rebaixamento apenas na 37ª rodada, o Atlético-MG prometia ser diferente em 2011. Para isso o clube investiu pesado na contratação de reforços , até o momento já foram gastos mais de R$ 24 milhões. No entanto a diferença ficou somente no discurso , pois na prática os métodos têm sido os mesmos da temporada anterior. O que reflete diretamente dentro de campo.

Siga o iG Atlético-MG no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

A intensa troca de jogadores, já são 18 contratados na temporada e promessa de novos reforços , faz com que o Atlético-MG tenha um time diferente a cada semestre. Em 2011, por exemplo, somente quatro jogadores do time titular na estreia do Mineiro, diante da Funorte , estiveram em campo na derrota para o Internacional . Assim como em 2010, quando o time campeão mineiro foi desfeito para o Brasileiro.

Entre para a Torcida Virtual do Atlético-MG e convide seus amigos

Assim, diante do histórico recente do clube e depois de ter o melhor início de Campeonato Brasileiro em 21 anos , com duas vitórias e liderança na da competição , o time de 2011 para ser superado pelo tão mal falado Atlético de Vanderlei Luxemburgo . Caso não vença o Ceará na próxima rodada, o Atlético-MG vai ter menos de nove pontos em oito rodadas, o que tinha a equipe de Luxa.

nullAté mesmo um empate não é suficiente, já que as duas equipes estariam empatadas com nove pontos, mas com vantagem para o time de 2010, que tinha três vitórias. Para o técnico Dorival Júnior , seu elenco é maduro suficiente para superar esse momento de instabilidade. “Temos que ter paciência e consciência que precisamos melhorar e continuar trabalhando, logicamente que a necessidade de resultados é grande e a pressão sempre vai acontecer, mas acho que somos maduros o suficiente para sabermos onde estamos errando e o que precisamos fazer daqui para a frente”.

Em 2010, o Atlético-MG de Vanderlei Luxemburgo somava nove pontos depois da oitava rodada, com três vitórias e cinco derrotas. Eram 13 gols marcados e 18 sofridos, o que deixa o time atleticano na 13ª posição. Justamente a colocação do time atual , que tem oito pontos com duas vitórias, dois empates e três derrotas. Por enquanto são dez gols marcados e 13 sofridos.

Portanto, em caso de não vencer o Ceará, além do desempenho, a colocação do time de 2011 possivelmente também vai ser pior do que era a da equipe de 2010.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.