Tamanho do texto

Vaiado pela torcida do Botafogo, Andrezinho minimiza perseguição no Engenhão e promete briga pelo título da Taça Rio

Herrera marcou dois gols na vitória do Botafogo contra o Friburguense
Futura Press
Herrera marcou dois gols na vitória do Botafogo contra o Friburguense
Uma cena chamou a atenção ao apito final do árbitro no Engenhão. Após a vitória de 3 a 1 sobre o Friburguense , o técnico Oswaldo de Oliveira reuniu os jogadores do Botafogo numa espécie de pacto de união e todos desceram juntos para o vestiário. O resultado deixou a equipe alvinegra classificada à semifinal da Taça Rio – segundo turno do Campeonato Carioca. Na última rodada, domingo, o time enfrenta o Boavista no São Januário. Em jogo, a primeira posição no Grupo A. Com 17 pontos, o Botafogo está a um do líder Flamengo.

Leia mais:  Botafogo faz 3 a 1 no Friburguense e se classifica na Taça Rio

O atacante Herrera, que substituiu Loco Abreu no segundo tempo e marcou dois gols, ressaltou a força do conjunto na competição. O jogador fez um apelo, convocando a torcida nesta reta final do estadual.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

“É preciso dar mais confiança. Não perdemos ainda. Estamos fazendo a coisa certa”, frisou Herrera, ovacionado pela torcida.

Confira ainda:  Após cobranças a R10, Fla anuncia semana com treinos de manhã

Ao contrário do jogador argentino, quem sofreu com as cobranças da torcida foi o meia Andrezinho. Ainda que voluntarioso, o camisa 10 alvinegro vive incômodo jejum de gols, o que vem provocando a ira a torcida.

“O importante é que a equipe está conseguindo os resultados. Agora que estamos classificados, vamos brigar pelo título”, disse Andrezinho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.