Tamanho do texto

Pessalli, Mithyuê, Roberson e Mateus Magro viram referência para novo treinador do Grêmio

Roberson (17) comemora gol de cabeça marcado aos 39 minutos do segundo tempo contra o Vasco
Gazeta Press
Roberson (17) comemora gol de cabeça marcado aos 39 minutos do segundo tempo contra o Vasco
Dá para contar nos dedos de uma mão as oportunidades que um grupo de garotos teve com Renato Gaúcho no Brasileirão. Esta realidade, porém, mudou com a contratação de Julinho Camargo. Seja em entrevistas, treinos, banco ou entrando no segundo tempo... Pessalli, Mithyuê, Roberson e Mateus Magro viraram referência no Grêmio .

Entre para a Torcida Virtual do Grêmio e convide seus amigos

Twitter iG Grêmio: Notícias e comentários em tempo real

Basta ver a formação do banco na derrota para o Cruzeiro. Todos estavam em Sete Lagoas e Pessalli entrou no segundo tempo. Jogadores mais experientes como Junior Viçosa Lins, por exemplo, perderam espaço.

Antes, nos treinos, Julinho deu atenção especial a turma. Conversas individuais, orientações ao pé do ouvido e gritos de incentivo marcam o comportamento. Até por que Roberson e Mithyuê são alternativas prioritárias a Escudero e Leandro.

“Quero que eles estejam bem inseridos na ideia para que eu possa utilizá-los, não de início, mas durante a partida. A equipe como um todo tem de entender o que a gente quer”, afirmou o treinador.

Magro, assim como Adilson e Willian Magrão, jovens formados nas categorias de base, também são admirados. Porém, terão de esperar oportunidade pois Gilberto Silva e Fábio Rochemback são titulares.

Talvez assim, com esta nova realidade, os garotos possam render mais. Robersos entrou em cinco jogos e fez um gol. Pessalli entrou em um. Os demais ainda não estrearam.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.