Tamanho do texto

Volante está com a seleção do Uruguai na Copa América e deseja deixar a equipe para voltar ao México

A moda de tentar forçar a saída de um clube, mesmo com contrato em vigor , chegou agora ao Botafogo . Após a polêmica envolvendo o atacante Kléber, do Palmeiras, que trocou acusações com a diretoria da equipe paulista , agora o volante uruguaio Arévalo Rios tenta deixar a equipe e voltar ao futebol mexicano, onde atuou por duas temporadas.

Siga o iG Botafogo no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Com a seleção do Uruguai, na disputa da Copa América, Arévalo se pronunciou nesta quarta-feira e fez um apelo para que seja liberado. O jogador alega que sua família não se adaptou ao Rio de Janeiro e que deseja voltar para o México.

Entre para a Torcida Virtual do Botafogo e convide seus amigos

“Não quero ganhar mais dinheiro do Botafogo. Só quero sair para poder seguir minha vida. Estou indo para o Tijuana, que é um clube pequeno do México, para ganhar pouco, mas eles não têm como pagar o que o Botafogo quer. Não estou preocupado com dinheiro. Só quero o que é melhor para a minha família”, disse o jogador.

O gerente de futebol do Botafogo, Anderson Barros, declarou que o clube aceita negociar o jogador, mas precisa ser recompensado por isso.

“Tivemos algumas sondagens, o jogador já deixou claro a vontade em deixar a equipe por uma série de motivos pessoais. Porém, nenhuma sondagem agradou. Esperamos encaminhar de uma forma melhor, com outros valores. Nós tínhamos interesse que o Marcelo Mattos ficasse, fomos lá e negociamos, pagamos por ele. Sem uma recompensa não podemos abrir mão do jogador”, declarou Anderson Barros.

Sobre o fato do jogador pedir a liberação pela imprensa, o gerente de futebol acredita que se trata de um momento de desespero do jogador, que teve comportamento profissional desde que chegou ao Botafogo.

“Acho que foi uma mistura de desespero e informações desencontradas que fizeram ele pedir a liberação pela imprensa. Até porque o Arévalo sempre teve um comportamento muito profissional com todos nós. Entendemos o lado dele, mas houve um investimento no jogador”, disse o gerente de futebol.

Enquanto não decide o futuro no Botafogo, Arévalo terá uma dura partida no próximo sábado. A seleção do Uruguai enfrentará a Argentina no próximo sábado, às 19h15, em Santa Fé. O volante foi titular em todas as partidas do seu país no torneio até aqui.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.