Tamanho do texto

Imprensa local diz que o alemão Wolfgang Stark é fã de Messi e já prejudicou o Real Madrid no passado

Barcelona e Real Madrid voltarão a se enfrentar, nesta quarta-feira, para começarem a decidir quem vai para a final da Liga dos Campeões. Cercado de rivalidade por natureza, o clássico ganhou mais uma polêmica agora, já que o árbitro escolhido para o jogo de ida foi o alemão Wolfgang Stark. Rapidamente a imprensa espanhola fez diversos levatamentos sobre a carreira do juiz e apontaram motivos para o Real Madrid se preocupar.

O maior deles é uma declaração de Stark, encontrada pelo jornal catalão "Sport", na qual ele se declarou fã de Lionel Messi, craque do Barcelona. "Messi é um jogador importantíssimo, um dos melhores do mundo", analisou, para depois dizer que tem vontade de trocar de camiseta com o argentino. "Mas teria que ser no vestiário, se não eu tería que mostar o cartão amarelo", brincou o juiz, após apitar o jogo em que Messi fez quatro gols contra o Arsenal, na edição passada da Liga dos Campeões.

O histórico do árbitro alemão em jogos do Real Madrid também pesa contra ele. Wolfgang Stark apitou o empate do time merengue contra o Lyon, por 1 a 1, na Liga dos Campeões, partida que teve um pênalti não marcado para o time de José Mourinho, que depois criticou Stark: "Estou irritado, o árbitro deve ter visto o pênalti. A jogada aconteceu a cinco metros dele e do auxiliar. Quatro olhos foram capazes de ver o que todos nós vimos", declarou o técnico português.

Outra notícia negativa sobre Wolfgang Stark, também lembrada pelos jornais espanhóis, é que ele foi eleito o pior árbitro do Campeonato Alemão recentemente. Em janeiro, a revista "Kicker" fez um levantamento com a opinião dos jogadores e eles deram esse título nada agradável ao próximo juiz de Barça x Real.

Todo esse destaque dado pela imprensa espanhola ao juiz do clássico acontece depois das recentes reclamações de Guardiola. O técnico do Barcelona chegou a criticar a possível escolha do árbitro português Pedro Proença para a partida - ele estava entro os mais cotados, mas a Uefa (União das Federações Europeias de Futebol) optou por Stark.

Porém, Guardiola já recebeu uma crítica de Cruyff, ídolo holandês do Barcelona, por sua preocupação excessiva com a arbitragem: "Mais do que temer quem apitará ou se o gramado estará alto, preocupe-se com a sua equipe", declarou Cruyff. O Barcelona perdeu a final da Copa do Rei para o Real Madrid na semana passada, mas está na frente do rival na tabela do Campeonato Espanhol, com oito pontos de vantagem.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.