Tamanho do texto

Lateral esquerdo do Palmeiras afirma que ainda não é a hora de jogar fora do país

Gabriel Silva vai na contramão dos pedidos de valorização de jogadores jovens que participaram do título Mundial da seleção brasileira sub-20. O lateral esquerdo do Palmeiras recusou uma proposta da Udinese e afirmou que ainda não é hora de ir para a Europa. Segundo ele, o mais importante neste momento é conquistar o torcedor e títulos aqui no Brasil.

Segundo os seus empresários, a Udinese, que inclusive tem o ex-palmeirense Pablo Armero como titular da posição, ofereceu 4 milhões de euros, o que equivale a cerca de R$ 9 milhões.

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias do seu time em tempo real

"Fiquei sabendo ontem da proposta da Udinese. O empresário veio e falou comigo sobre isso. Acho que agora é cedo. A primeira coisa que quero é conquistar a torcida do Palmeiras e títulos neste time. Depois, quando eu receber uma proposta boa e eu quiser sair, eu saio. Agora, eu quero me firmar", disse o camisa 6.

Com contrato até 2015, o jogador também descartou forçar uma renegociação de contrato, a exemplo do que fez o são-paulino Casemiro e até do pedido de Henrique. Ambos participaram do time que conquistou o pentacampeonato no sábado passado.

"Para mim, o meu contrato é satisfatório. O contrato é muito bom, então vou cumprir até o fim. Só vou pensar em sair mais para frente", reafirmou o jogador.

Coloque seu time em 1º lugar no ranking da Torcida Virtual do iG Esporte

Com um incômodo na coxa esquerda, Gabriel Silva ainda é dúvida para o jogo de quinta-feira, contra o Vasco, pela Copa Sul-Americana. Ele fará mais testes na próxima quarta-feira e saberá se estará ou não à disposição de Luiz Felipe Scolari para o duelo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.