Tamanho do texto

Lateral pediu calma aos torcedores na reta final do Paulista e admitiu que caiu de rendimento

Sem negar a queda de rendimento do Palmeiras nas últimas rodadas, o lateral-direito Cicinho admitiu nesta segunda-feira que o alerta já está ligado no elenco. O time vem de duas derrotas em três jogos, contra o Mirassol, no sábado, e no clássico com o Corinthians, há duas semanas. O revés contra o arquirrival encerrou uma série invicta de 22 jogos do Palmeiras.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Cicinho , no entanto, pediu calma aos torcedores nesta reta final do Campeonato Paulista. "Não é porque perdemos duas que vamos nos desesperar. Foram só duas derrotas e a torcida não tem que ficar preocupada. Eles têm que confiar na gente. Estamos tranquilos, mas é lógico que a campainha de alerta já está ligada. Não podemos errar na reta final do campeonato", afirmou.

Cicinho retorna ao time na Copa do Brasil
Francisco De Laurentiis
Cicinho retorna ao time na Copa do Brasil
O lateral também reconheceu que não vive grande fase. "Não estou tão bem como no ano passado. Até meu pai critica e fala para eu melhorar. Eu erro cruzamento e ele já me xinga. E fala que eu preciso erguer a cabeça antes de cruzar", revelou.

Leia mais: Apesar de nova lesão, médico elogia Valdivia e prevê boa temporada

Apesar do baixo rendimento, o lateral não se diz preocupado com a concorrência de Artur, atualmente no banco de reservas. "Quando o Artur chegou, já sabia que o Palmeiras precisava de outro lateral e estava tranquilo. É até bom o clube ter dois laterais de boa qualidade, por causa de lesões", analisou.

Poupado no sábado, Cicinho voltará ao time para a partida desta quarta-feira, contra o Horizonte, no Ceará, assim como Leandro Amaro e Marcos Assunção. Se vencer por dois ou mais gols de diferença, o Palmeiras eliminará o jogo da volta.

Veja também: Felipão nega “efeito devastador” pela derrota para Corinthians

"Vai ser mais um jogo difícil. Se pudermos, vamos eliminar o jogo da volta. Mas temos que respeitá-los", afirmou o lateral, sem esconder a preocupação. "Fico com um pé atrás por ser mata-mata. Mas creio que todos vão dar o máximo para não repetir o que aconteceu no ano passado", completou, se referindo à derrota por 6 a 0 para o Coritiba.

Entre para a torcida virtual do Palmeiras:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.