Tamanho do texto

O atacante do time espanhol sofreu contusão nas semifinais do Mundial de Clubes contra o Al Sadd

selo

O chileno Alexis Sanchez comemora gol contra o arquirrival Real Madrid
EFE
O chileno Alexis Sanchez comemora gol contra o arquirrival Real Madrid
O técnico Pep Guardiola ganhou um reforço no último dia do ano. Isso porque o atacante Alexis Sánchez, que estava afastado desde a lesão na semifinal do Mundial de Clubes, voltou a treinar com o restante do elenco do Barcelona neste sábado. Assim, ele deverá ficar disponível para o primeiro jogo do ano, no dia 4 de janeiro, contra o Osasuna, pela Copa do Rei.

Leia mais: Programa humorístico da Catalunha faz piada com Neymar e o Santos

No treinamento fechado deste sábado, Guardiola pôde contar com todos os jogadores do elenco que, na noite anterior, defenderam a seleção regional da Catalunha no amistoso de fim de ano contra a Tunísia, no Estádio Olímpico de Barcelona. E não foram poucos: nada menos do que dez jogadores.

Veja ainda: Messi é eleito maior goleador de 2011 pela IFFHS; Neymar é o 7º

No último treino do ano, porém, Guardiola não pôde contar com Puyol, que se recupera de uma lesão muscular e também não jogou pela Catalunha, Keita, que ficou na academia, Abidal, com gripe, além de Iniesta, Villa e Afellay, todos machucados. Messi e Daniel Alves ganharam o direito de estender as festas de fim de ano em seus países natais.

Com relação à próxima partida da equipe, o meia Thiago Alcântara acredita que o Barcelona não irá repetir os 8 a 0 aplicados sobre o Osasuna quando o jogo valia pelo Campeonato Espanhol. "Todas as partidas mudam e são um pouco diferentes. Eles devem fazer uma partida diferente daquela porque já nos conhecem um pouco mais", disse o jogador, que garante que o time entrará em campo na quarta em plena condição física. "Voltamos sem nenhum problema e em perfeitas condições."