Tamanho do texto

Secretário-geral da Fifa quer que o Mundial no Brasil seja "inesquecível" para seleções e para a torcida

Jérôme Valcke alertou brasileiros sobre a Copa
Getty Images
Jérôme Valcke alertou brasileiros sobre a Copa
O secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, classificou a realização de uma nova Copa do Mundo no Brasil , após 64 anos, como "especial" e uma "experiência singular no país dos pentacampeões", mas disse que "ainda há muito trabalho pela frente", a mil dias do pontapé inicial do torneio , marcado para 12 de junho de 2014.

"Agora é essencial que atuemos com rapidez, e é preciso trabalhar em conjunto com as autoridades e as cidades anfitriãs para que isto ocorra", declarou o dirigente em entrevista ao site oficial da Fifa.

"E não falamos só de estádios, mas sobre toda a infraestrutura, como os aeroportos, o transporte público e a qualidade da hospedagem, para que esta Copa do Mundo seja uma experiência inesquecível, tanto para as equipes quanto para os torcedores", acrescentou. 

O secretário-geral também destacou o compromisso de todo o país com o evento. "É bom ver o entusiasmo das pessoas em todas as cidades anfitriãs dos eventos, que acontecerão em todo o país", disse, para depois completar: "Estamos muito satisfeitos com os compromissos expressados pelos governadores e prefeitos na preparação para este grande evento e para assegurar à Fifa de que será feito o possível para que o Mundial seja um sucesso", declarou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.