Tamanho do texto

"Sou de Madri, nunca amei o Liverpool ou o Chelsea. Ainda sou torcedor do Atlético de Madri", disse o jogador

Neste domingo, Fernando Torres fará sua estreia pelo Chelsea. Recém-vendido ao clube londrino pelo Liverpool, rival deste final de semana, Torres não acredita que terá uma estreia emocionante, já que ele nunca amou os Reds .

Apesar de ter afirmado que não vai comemorar caso marque diante do Liverpool, o jogador não quis se colocar no status de herói da agora torcida adversária, por nunca ter amado o clube que deixou.

"Eu nunca beijei o símbolo do Liverpool. Nunca. Eu nunca fiz isso nem quando eu estava no Atlético de Madrid, e eu amo o Atlético, é clube que me formou. O romance no futebol acabou", afirmou o jogador, sincero.

Segundo o atacante, a única coisa que ele se importa é em fazer seu trabalho. "Algumas pessoas gostam de beijar o símbolo. Eles podem fazer isto, mas eu, a única coisa que quero fazer é marcar meus gols, fazer meu trabalho e chegar aos objetivos que o clube traça. Sou de Madri, nunca amei o Liverpool ou o Chelsea. Ainda sou torcedor do Atlético de Madri e, talvez, seja o único símbolo que eu beije", comentou.

Como sua saída do clube da cidade dos Beatles foi complicada, o jogador não espera ter uma recepção amigável, mas também não acredita que será mal-recebido pelos torcedores adversários. "Não penso em traição. Joguei muito bem lá. Talvez seja muito cedo para uma boa recepção, mas não espero uma ruim, também", analisou.

Chelsea e Liverpool se enfrentam neste domingo, às 15 horas (horário de Brasília), no Stamford Bridge.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.