Tamanho do texto

Camarões e Egito já haviam sido eliminados precocemente. Senegal, Costa do Marfim, Gana, Angola e Tunísia se classificaram

selo

Dos 14 últimos campeões da Copa das Nações Africanas, só dois estarão na próxima edição da competição, que será jogada entre janeiro e fevereiro do ano que vem, no Gabão e na Guiné Equatorial. Neste sábado, África do Sul e Nigéria decepcionaram jogando em casa, empataram contra adversários de menor expressão, e se juntaram a Camarões e Egito no grupo dos grandes do futebol africano que vão assistir pela televisão a competição que vai classificar uma seleção para a Copa das Confederações de 2013, no Brasil.

Das principais forças do futebol africano, só conseguiram se classificar Senegal, Costa do Marfim, Gana, Angola e Tunísia. Marrocos e Argélia fecham as Eliminatórias no domingo e ainda tentam a classificação, mas no máximo uma delas vai conseguir avançar. Quem comemora são os clubes europeus, que terão que ceder menos jogadores do que o previsto durante a temporada. 

Com Camarões e Egito já eliminados precocemente, neste sábado foi a vez de Nigéria e África do Sul darem vexame. Os nigerianos, que já foram mal na Copa do Mundo, precisavam apenas vencer a Guiné, em casa. Empataram em 2 a 2 e viram os rivais ficarem com a vaga do Grupo B das Eliminatórias. O gol da classificação de Guiné saiu aos 50 minutos do segundo tempo, marcado por Ibrahima Diallo. 

Daylon Claasen, da África do Sul, sobrevoa Ibrahim Kargbo, da Serra Leoa, Leone durante o Campeonato Africano das Nações
AFP
Daylon Claasen, da África do Sul, sobrevoa Ibrahim Kargbo, da Serra Leoa, Leone durante o Campeonato Africano das Nações
Ainda pior fez a África do Sul, que empatou sem gols com Serra Leoa, em casa, e acabou na segunda colocação de um grupo que teve como classificado Níger, que vai disputar a Copa das Nações Africanas pela primeira vez. Este Grupo K teve como lanterna o Egito, atual tricampeão e maior vencedor do torneio, com sete taças.

A combinação de resultados neste sábado classificou a Líbia , que ficou com uma das duas vagas destinadas

aos melhores segundos colocados. Apesar de toda a crise política pela qual passa o país, a seleção comandada pelo brasileiro Marcos Paquetá conquistou uma classificação histórica, para participar da Copa das Nações Africanas apenas pela terceira vez. Fora de casa, neste sábado, a equipe empatou em 0 a 0 com a Zâmbia. 

Estão classificados para a Copa das Nações Africanas as seleções de: Gabão, Guiné Equatorial (países sede), Mali, Guiné, Zâmbia, Senegal, Burkina Faso, Níger, Costa do Marfim, Gana, Angola, Botsuana, Tunísia, Líbia e Sudão. No domingo será definido o Grupo D, que tem Marrocos, República Centro-africana, Tanzânia e Argélia ainda com chances.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.