Tamanho do texto

"Sei que preciso seguir o que o treinador me fala", disse o atacante, multado por atrasar em treino

O atacante Adriano "Michael Jackson" procura encarar com tranquilidade o puxão de orelha recebido de forma pública do técnico Luiz Felipe Scolari depois do empate deste domingo do Palmeiras contra o Cruzeiro . O treinador mostrou-se descontente com o atraso do atleta no treino de sábado, pouco antes da viagem para Sete Lagoas-MG.

Durante a semana, Adriano treinou praticamente todo o tempo como titular, mas o atraso lhe rendeu o banco de reservas contra o Cruzeiro. Felipão citou, aliás, que foi o terceiro deslize do atacante com os horários do clube.

"Eu aceito o que ele disse como um conselho, um aprendizado. O Felipão é mais velho, tem idade para ser meu pai e até meu avô. Sei que preciso seguir o que o treinador me fala", comentou o atleta nesta segunda-feira.

Em função do atraso de sábado, Adriano já está preparado para desembolsar uma multa no Palestra Itália. "Esse tipo de punição tem em qualquer clube, você paga um valor pelos minutos de atraso. Eu aceito normalmente", comentou o jogador, que ficou conhecido por dançar como o astro pop Michael Jackson na comemoração dos gols.

Adriano recebe orientações de Felipão na Academia de Futebol. Técnico perdeu a paciência com o atacante
Gazeta Press
Adriano recebe orientações de Felipão na Academia de Futebol. Técnico perdeu a paciência com o atacante
Desde que chegou ao Palmeiras por empréstimo no início da temporada 2011 como parte do pagamento do Fluminense pelo volante Edinho , Adriano amarga altos e baixos. No início de sua passagem, chegou a empolgar os torcedores ao marcar quatro gols diante do Comercial, do Piauí, no estádio do Pacaembu, em confronto da Copa do Brasil.

A partir daí, a fonte secou. Adriano não balança as redes desde o dia 2 de março. Ainda assim, ele rechaça o sentimento de ansiedade pelo jejum. "Não me incomoda, acontece com qualquer jogador. O Washington (ex-Fluminense e São Paulo) ficou meses sem marcar. Tenho que manter a cabeça no lugar", disse.

O atacante palmeirense não perde a fala pacata nem mesmo com as especulações de que poderia voltar ao Bahia . "Minha cabeça é o Palmeiras, quero ficar aqui e mostrar o meu trabalho. Não tenho mais nada a ver com o Bahia", encerrou o "sósia" de Michael Jackson.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.