Tamanho do texto

O técnico Abel Braga criticou a punição de dez jogos dada ao atacante Rafael Moura

selo

O técnico Abel Braga entende que a punião ao atacante Rafael Moura foi exagerada
Agência O Globo
O técnico Abel Braga entende que a punião ao atacante Rafael Moura foi exagerada
O técnico Abel Braga se mostrou conformado com a suspensão sofrida na quinta-feira, mas questionou a punição imposta ao atacante Rafael Moura . Para o treinador, o STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) tem apresentado "critérios estranhos" em suas decisões mais recentes.

Leia mais: STJD aumenta o gancho de Abel Braga e Rafael Moura

"Estou pagando por uma coisa que fiz de errado. Acho que a suspensão do Rafael Moura é extremamente exagerada porque ele foi agredido. Ele para mostrar que ainda sangrava, mas não entenderam assim", criticou o treinador, se referindo à suspensão de dez jogos aplicada ao atleta. Na avaliação do STJD, Moura teria dado uma cusparada no meia Renato Abreu.

Confira também: De férias, Conca realiza visita ao Fluminense

Para Abel, a decisão foi equivocada em comparação à punição imposta ao atacante Emerson , do Corinthians , no mesmo dia. Emerson foi suspenso por um jogo por ter dado um pisão no lateral Daniel, do Avaí. "Os critérios é que são estranhos. Um jogador derruba, pisa e leva apenas um jogo [de suspensão]", disse o técnico do Fluminense .

O Fluminense é o 3º colocado. Veja a classificação do Brasileirão 2011

Às vésperas da rodada final do Brasileirão , o técnico revelou estar cansado depois de emendar sua última temporada no comando do Al Jazira, dos Emirados Árabes, com o Campeonato Brasileiro . "Estou no limite. Há dias em que tento levantar da cama e não consigo. Quando acabar o campeonato, vou viajar com a família para sair daqui um pouco", afirmou.

Em relação ao futuro, Abel aproveitou a visita de Dario Conca ao treino do Fluminense nesta sexta para sugerir o retorno do argentino em 2012. "As portas estão abertas para ele", declarou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.