Fernando Marçal deve reforçar o Botafogo em julho
Reprodução/Instagram
Fernando Marçal deve reforçar o Botafogo em julho

Fernando Marçal (veja fotos na galeria abaixo)  vive os últimos momentos com a camisa do Wolverhampton, da Inglaterra. Com contrato até junho, o lateral-esquerdo irá cumprir os últimos compromissos do clube pela Premier League, e tudo indica que deve reforçar o Botafogo no meio do ano.

Em entrevista exclusiva ao iG Esporte, o jogador de 33 anos abriu o jogo sobre as negociações que mantém com o Glorioso, no qual se sente motivado para fazer parte do projeto. 

"Estamos conversando. Eles me procuraram, demonstraram interesse em contar comigo para essa temporada e eu vejo isso com bons olhos. Estamos cada vez mais afinando as coisas e acredito que isso tem uma grande chance de dar certo. Estou bastante motivado para fazer parte desse novo projeto no Botafogo", disse Marçal.

Não precisou de muitas conversas para Marçal ser convencido pelo propósito de futuro apresentado pele empresário John Textor e a direção do clube. 

"O projeto deles está bem nítido para todos, não é preciso ter uma conversa pessoal com o John e a direção para perceber que o Botafogo agora tem uma outra gestão. É o mesmo clube que a gente conhece, realmente grandioso na sua história e conquistas, mas está vivendo um novo momento, de recomeço e uma nova gestão. Pelo pouco que eu tenho visto me parece muito sólido, com grandes ambições, então isso chama a atenção de qualquer jogador, inclusive a minha, e eu vejo a grande possibilidade de fazer parte desse projeto grandioso", revelou ao iG.

Sobre a atual temporada pelo Wolves, Marçal acredita que a equipe poderia ter ido além, mas se diz contente pela sua superação individual após lesões que o atrapalharam na última temporada.

"A temporada poderia com certeza ter corrido melhor. Eu acho que nós temos um elenco muito bom, que poderia facilmente estar já classificado para competições europeias, mas eu acho que a estratégia do clube no meio da temporada de colocar jogadores um pouco mais jovens para poder também vendê-los acabou condicionado o nosso desempenho na corrida pelas competições europeias. Agradeço também ao meu pessoal, porque esse ano Graças a Deus não tive lesão. Fiz alguns trabalhos a parte para que não houvesse lesão, já que no ano passado tive que fazer três cirurgias e atrapalhou muito meu trabalho e esse ano o objetivo era não ter nenhuma lesão e correu bem, mas acabei jogando menos jogos do que o esperado devido a estratégia do clube em vender os jogadores jovens. Ficamos, de um modo geral, aquém das expectativas".

Desde 2020 no Wolves, Marçal não atuou em tantas partidas por conta das lesões, mas as suas poucas aparições foram o suficiente para que parte da torcida inglesa pedisse sua permanência. Ele agradece o carinho, e acredita ter marcado seu nome na história do clube.

"Eu tenho recebido muitas mensagens de torcedores do tipo: 'Fica Marçal'. Ganhar títulos é importante para entrar na história de um clube, mas sem dúvida nenhuma ficarei na memória desses torcedores que conhecem o Marçal pelo empenho e esforço dele, que não se dá por vencido, não tem bola perdida e vai até o limite. Acredito que essa é a imagem que vai ficar do Marçal. O Wolves tem sido uma parte e vai ser muito importante na minha história".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários