Análise: 5 aspectos que Ceni precisa corrigir para o São Paulo crescer

Ídolo máximo do Tricolor como jogador, Rogério ainda não caiu nas graças da torcida como técnico. Veja, na visão do iG Esporte, os fatores que precisam melhorar

Sistema defensivo vulnerável

Desde que assumiu o São Paulo, Rogério Ceni não conseguiu transformar o Tricolor em um time seguro na defesa. Nesta temporada, quando enfrentou equipes mais fortes fora de casa, acabou sofrendo muitos gols (quatro contra o Bragantino, quatro diante do Palmeiras e três no jogo com o Flamengo).

Divulgação / São Paulo

Falta de versatilidade

Técnicos que sabem montar o time de acordo com o adversário e as circunstâncias têm se destacado no cenário nacional. E este não é o caso de Rogério Ceni. O técnico são-paulino procura repetir o desenho tático da equipe em todas as partidas.

Divulgação / São Paulo

Acúmulo de jovens no time

Rogério Ceni tem priorizado a escalação de jogadores jovens no time titular. A medida faz com que o São Paulo ganhe intensidade, mas, por outro lado, o time acaba perdendo qualidade no aspecto técnico.

Divulgação / São Paulo

Substituições equivocadas

O técnico são-paulino tem pecado quando decide mexer na equipe durante os jogos. A partida contra o Flamengo deixou isso claro. No intervalo, Ceni sacou Pablo Maia do time e colocou Gabriel Sara em campo. A substituição deixou o Tricolor vulnerável e sem poder de marcação.

Divulgação / São Paulo

Insistência nos erros

Mesmo após ter sofrido uma goleada contra o Palmeiras, na final do Paulista, Ceni resolveu repetir exatamente a mesma formação contra o Flamengo, em circunstâncias muito parecidas com as encontradas na decisão estadual: jogo fora de casa, rival forte, torcida contra. Resultado: mais uma derrota.

Divulgação / São Paulo