Rincón: ex-Corinthians teve vida conturbada; relembre polêmicas

A morte de Freddy Rincón chocou o mundo do futebol nesta quinta-feira. Ao longo de sua carreira, o colombiano colecionou algumas polêmicas e desafetos.

Ex-jogador da seleção colombiana e do Real Madrid, Rincón morreu aos 55 anos em consequência de um grave acidente de carro, sofrido na segunda-feira (11). O falecimento do craque foi lamentado por boa parte de seu ex-companheiros de Corinthians.

Reprodução/Twitter

Problemas com a INTERPOL

Em março de 2007, a INTERPOL e o Ministério Público panamenho expediram um mandado de busca e prisão contra o colombiano, acusado de colaborar com narcotraficantes. Em maio do mesmo ano, ele foi preso e mandado a prisão por quatro meses. As acusações contra Freddy foram eliminadas em agosto de 2016, quando ele foi absolvido pela justiça do país.

Reprodução/Twitter

Acidente de carro em 2013

Em 25 de agosto de 2013, Rincón sofreu um grave acidente de carro que lhe causou várias fraturas e ferimentos na cabeça. De acordo com a polícia, o ex-jogador de futebol perdeu o controle do veículo devido ao excesso de velocidade.

Reprodução/Twitter

Três esposas e quatro filhos

O ex-jogador de futebol dividiu sua vida com três mulheres com quem teve quatro filhos , embora pouco se saiba sobre elas, já que o colombiano nunca gostou de compartilhar sua vida pessoal. Sua primeira esposa se chamava Piedad Hernández e com ela teve seu primeiro filho, chamado Freddy Steven. O jovem também queria ser jogador de futebol, mas seu sonho foi frustrado, pois sofreu um acidente com um arame e perdeu um olho.

Reprodução/Twitter

Conflitos no Corinthians

Rincón teve problemas de relacionamento em virtude do perfil exótico que tinha. Por conta de sua competitividade, ele não lidava bem com jogadores clássicos do clube, como Marcelinho Carioca, Edílson e Vampeta. 

Reprodução/Twitter