Flamengo pode negociar mais atletas do elenco
Instagram
Flamengo pode negociar mais atletas do elenco

O Flamengo oficializou nesta segunda-feira  a negociação do lateral Renê com o Internacional. O jogador, cujo contrato se encerrava em dezembro, não estava nos planos do técnico Paulo Sousa, e o clube teve habilidade para conduzir a saída de forma respeitosa ao atleta, que fez 207 jogos pelo Flamengo.

Em vídeo nas redes sociais, Renê foi homenageado pelos companheiros e por membros da diretoria e do departamento de futebol. Se emocionou, agradeceu, e ouviu um discurso de Diego Ribas em que o camisa 10 exaltou a lealdade do lateral de 29 anos. Renê assinará com o Inter até 2024.

Agora, o Flamengo tem Filipe Luís e Ayrton Lucas como opções do lado esquerdo. Como joga com alas em vez de laterais de ofício, o clube optou por negociar Renê e também o jovem Ramon, emprestado ao Bragantino até o fim do ano.

Diegos incomodados

A reformulação iniciada com a condução do técnico Paulo Sousa tem ainda outros nomes que podem abreviar a passagem no Flamengo. A ideia é aproveitar o último ano de contrato para liberar espaço no elenco e na folha para a chegada de mais peças adequadas ao esquema no meio da temporada.

O primeiro deles é Diego Alves, goleiro de 36 anos que virou a terceira opção com a chegada de Santos. O jogador está fora dos planos, embora ainda tenha sido relacionado, e quer deixar o clube. Diferentemente de Renê, o tratamento dispensado a Diego Alves tem incomodado o jogador, que fez história como titular do Flamengo desde 2019.

O São Paulo surgiu como interessado, mas o estafe do atleta e o Flamengo não confirmam oferta.

Outro nome que apareceu no radar do clube comandado por Rogério Ceni foi Diego Ribas (veja fotos na galeria abaixo). O camisa 10, no entanto, não foi procurado, e pretende cumprir o contrato no Flamengo até dezembro.

Ribas é outro que vê a relação com clube e a torcida mais conturbada nesta temporada. Também preterido por Paulo Sousa, o meia de 36 anos ainda é a principal liderança do vestiário. O Flamengo entende que é necessária uma transição ainda mais cuidadosa neste caso.

Renovação de Rodinei questionada

Leia Também

Outra liderança em fim de contrato é Filipe Luís. O veterano tem demonstrado ser útil como um terceiro zagueiro, mas sofre com a questão física. A possibilidade de encerrar a carreira no fim do ano é real. Filipe já declarou que quer ser treinador e se debruçar nos estudos para se qualificar quando parar de jogar.

O experiente Isla também tem permanência incerta. A tendência é que as partes avaliem um acordo para a liberação no meio do ano, seis meses antes do fim do contrato. Sem chances com Paulo Sousa, o chileno ainda foi advertido por um vídeo em uma festa no carnaval.

O último jogador com vínculo até dezembro é o lateral Rodinei, que tem a renovação discutida. Entretanto, há pressão da torcida e de conselheiros para não mantê-lo no elenco ao fim de 2022.

Ribeiro tem sondagens

Dos jogadores com contrato em vigor por mais tempo, nomes como Willian Arão e Everton Ribeiro têm o futuro discutido. Ambos caíram de produção com o técnico Paulo Sousa em seu novo esquema.

Arão tem contrato até o fim de 2023 e tem perdido espaço para o jovem João Gomes. Já Ribeiro, cujo vínculo tem o mesmo prazo, voltou a ser utilizado na função que gosta, e cresceu nos últimos jogos.

Entretanto, há algumas sondagens de clubes que querem tirá-lo do Flamengo ainda nesta temporada.

A tendência é que ambos só sejam liberados em caso de proposta vantajosa. Não há conversa por um acordo que antecipe as suas saídas. O mesmo vale para nomes como o zagueiro Léo Pereira.

A situação mais delicada de todas em termos financeiros é a provável desistência do Flamengo em comprar o meia Andreas Pereira por quase R$ 60 milhões junto ao Manchester United. O empréstimo do jogador vai até o fim de junho, e a diretoria debate o assunto e avalia usar o recurso para outros reforços.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários