Marcelo de Lima Henrique
Reprodução/Instagram
Marcelo de Lima Henrique

Aos 50 anos e com mais de 20 de arbitragem, Marcelo de Lima Henrique (veja fotos na galeria abaixo) é um dos profissionais com mais tempo de arbitragem no futebol brasileiro em atividade. Durante esse período, o árbitro apitou jogos de grandes craques, e resolveu contar ao iG Esporte sobre os mais 'malas' e os 'tranquilos' que lidou em campo.


Pelo lado dos que deram dificuldade, Marcelo de Lima cita Rogério Ceni, D’Alessandro, Fred e Loco Abreu. No entanto, um deles foi o mais difícil de lidar.

"Já me deparei com vários ‘malas’ por aí. Rogério Ceni era difícil, Loco Abreu, D’Alessandro no início era muito complicado, depois virou meu amigo, me chamava de ‘velho’. O Fred, do Fluminense, também era outro difícil, mas ele se transformou, por ser muito inteligente foi complicado comigo no início, mas agora a gente consegue lidar de uma maneira positiva. Mas o Loco Abreu foi o pior, com ele não tinha ideia, hoje você o vê aí sorridente, mas foi um cara muito difícil.

O experiente árbitro também elegeu Ronaldinho Gaúcho como o jogador que mais gostou de apitar jogos enquanto estava em ação nos gramados do futebol brasileiro.

"Os craques são os mais fáceis de lidar. Ronaldinho Gaúcho jogava sorrindo, Adriano Imperador você não ouvia a voz dele. Os mais ‘pernas de pau’ são mais difíceis de lidar, essa é a realidade. Mas o que eu mais gostei de apitar jogos, um cara que jogava sorrindo, foi o Ronaldinho, com certeza".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários