Joana
Instagram
Joana

A modelo Joana Sanz compartilhou em seu perfil no TikTok um vídeo engraçado dançando com seu marido, o jogador do Barcelona ​​Daniel Alves, porém, não esperava uma série de ataques que sofreu nas redes sociais.

Diante do fato, ela explodiu contra o que ela chamou de "ódio" e "machismo".

“Estou pirando, não entra na minha cabeça, tanto ódio contra pessoas que não conhecemos. Fiz upload de um vídeo no TikTok dançando porque gostei, com um som que me pareceu engraçado e eu o enviei, porque quando eu entro no TikTok é para ver as coisas que me fazem rir, já que quando assistimos tv temos notícias no mundo que não são para disparar foguetes", começou.

Ela também falou dos comentários impróprios. "Primeiro que os comentários não tem nada a ver com o vídeo, questionando o que o dinheiro faz, afirmando que eu podia ser filha do meu marido. Um monte de lixo que entra em um ouvido e sai pelo outro. Mas aí eu penso: você sabe o dano que pode ser feito a uma pessoa vulnerável com esses comentários? Eu tenho visto muitos influenciadores que estão sofrendo de ansiedade por receber tanto ódio", afirmou ela.

E Joana ainda continuou. "Como você se sentiria se um estranho lhe dissesse algo na rua com a intenção de te machucar? E não apenas uma pessoa, mas várias. Como você se sentiria? Como você chegaria em casa no final do dia? Pense sobre as coisas um pouco porque com poucas palavras podem causar muitos estragos. Só não entendo que direito eles pensam que têm de tentar afundar outra pessoa por meio de uma tela. Não entendo. Menos ódio, por favor. Mais carinho, já temos desgraças suficientes no mundo", apontou.

Vale lembrar que, diante dos insultos nas redes sociais, recentemente a influenciadora sérvia Kika Dukic se matou aos 21 anos. Já Verónica Forqué revelou que pensou em suicídio porque "não aguentou a situação".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários