Ex-Corinthians e Flamengo, goleiro Felipe revela bastidores de sua época no Rubro-Negro
Paulo Sergio
Ex-Corinthians e Flamengo, goleiro Felipe revela bastidores de sua época no Rubro-Negro

Dez anos depois, uma polêmica que nunca foi esquecida entre os torcedores do Flamengo. Em entrevista ao ‘Barbacast’, o goleiro Felipe falou da sua época de clube, revelou bastidores da treta entre Ronaldinho Gaúcho e o técnico Vanderlei Luxemburgo, e também da sua saída do clube.

"No início foi bem tranquilo, eu mesmo não sabia que tinha tido problema. A apresentação dele foi aqui no Rio, a gente estava em Londrina fazendo a pré-temporada. Ele e o Vanderlei se falavam bem tranquilo, sem problema nenhum. Naquele momento não parecia que os problemas do passado voltariam à tona", contou Felipe, para depois revelar:

"O que a gente sabe é que em 2012, na pré-Libertadores, na pré-temporada em Londrina teve um problema. A gente não viu discussão dos dois, mas a gente sabe que o clima não ficou agradável. A gente viu o que saiu depois na imprensa. O Vanderlei disse que entrou mulher no hotel, aquelas coisas. Depois ficamos 15 dias em Sucre, a gente viu que não tinha mais assunto, não tinha relação", completou.


Perguntado sobre a veracidade da frase "Na Seleção era você que mandava, aqui é diferente", que teria sido dita por Luxemburgo ao ex-jogador, Felipe, novo reforço do Taubaté, declarou não ter conhecimento, mas citou que na sua opinião, o técnico acreditou na tese que houve influência do elenco para sua demissão em 2012.

"Eu não sei disso, nem história que o elenco fez churrasco comemorando a saída do Vanderlei. Eu acho que ele acreditou nisso, que teve força do elenco pra tirar ele. Se eu fui para o Flamengo foi por causa dele. Quando saí do Corinthians, eu tive problema lá e o Flamengo teve aquele problema do Bruno. Ele bateu o pé e disse que eu iria pro Flamengo. No Corinthians não passaram boas informações minhas, mas ele bateu o pé".

Em julho de 2014, Vanderlei Luxemburgo retornou ao Flamengo com a missão de melhorar os resultados do time. Durante o papo, o jogador falou sobre o seu afastamento nesse momento, mas garantiu não guardar mágoa do ex-comandante.

"Chegou num dia, me afastou no outro. Eu acho que foi resquício de 2012. Eu nunca tive problema com ele, e foi bem difícil na saída dele, foram divulgadas as brigas… Ele se apresentou na terça, eu treinei normalmente com o time. Na quarta eu já estava treinando separado. Nem ele, nem diretoria falaram nada. Uma vez entrando pro campo, ele falou: treina. Mas, a partir do momento que você sai de primeiro pra não utilizado…não tá bem? Vai pro banco, pro terceiro…,mas eu fiquei totalmente afastado. Aí o Bandeira chegou: “pô, não tá treinando.”. Aí eu: “você não sabe o que tá acontecendo?” O Bandeira: “meu filho gosta tanto de você”. Ele não sabia…mas, não guardo mágoa do Vanderlei, realizou o sonho que eu tinha de jogar no time do meu coração, mas ele me levou e me tirou, eu vejo assim"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários